Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Polícia Federal realiza operação de busca e apreensão em duas unidades da Precisa Medicamentos, em Barueri e Itapevi, em São Paulo. A operação foi pedida pela CPI da Pandemia e autorizada pelo ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Os policiais buscam informações relativas ao contrato entre a Precisa Medicamentos e a empresa indiana Bharat Biotech, assim como todos os documentos relacionados a este contrato.

A Precisa é a empresa que intermediou as negociações entre o governo federal e a farmacêutica indiana Bharat Biotech para a aquisição da vacina Covaxin, um contrato que foi posteriormente cancelado depois que foi colocado sob investigação na comissão do Senado.

“A CPI buscou de todas as formas obtenção dessas informações junto à empresa e ao Ministério da Saúde, não obtendo êxito. Devido a isso, se fez necessária a utilização deste instrumento judicial”, diz nota assinada pelo presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM), pelo vice-presidente, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), e pelo relator, Renan Calheiros (MDB-AL).

O contrato para a compra da Covaxin, no valor de R$ 1,6 bilhão para a compra de 20 milhões de doses, é investigado pelo Ministério Público Federal, pelo Tribunal de Contas da União e pela Polícia Federal.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •