Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O primeiro Aventuri online da região Centro-Oeste do Brasil contou com diversas atrações para os pequenos. Pela primeira vez, eles tiveram a experiência de acampar dentro de casa e assistir à programação pela telinha, conectados com colegas de diferentes Estados do Brasil. Contudo, não ficaram apenas assistindo. Do início ao fim, foi possível participar da programação de forma interativa.

Diariamente, o evento contava com games voltados para as crianças. Lá do sofá de casa, pelo celular ou notebook, elas conseguiam enviar suas respostas e conferir os erros e acertos. Aqueles que respondiam corretamente e de forma mais rápida eram classificados e premiados. Cada diretor do Ministério dos Aventureiros representou sua região no palco do evento para jogos de tabuleiro gigante, torta na cara e jogos de erros e acertos. Conforme as crianças interagiam pelo telão do evento, os diretores seguiam as orientações à risca . Dessa forma, os pequenos podiam sentir que estavam jogando presencialmente.

O envelope ultrassecreto também chamou atenção. Dias antes de o evento começar, os aventureiros receberam em casa um envelope de atividades. Dentro dele, mais quatro envelopes menores e numerados guardavam todo o mistério. É que os envelopes menores só poderiam ser abertos durante o evento e em horários específicos. “Quando os envelopes chegaram, os meninos já queriam abrir logo de cara. Nós tivemos que esconder e falar que era só para o dia do evento. Eles estavam muito ansiosos e cada vez que podiam abrir um envelope, ficavam muito empolgados com a atividade que vinha dentro”, conta Raquel de Oliveira, mãe de dois aventureiros.

Ações sociais

O evento que aconteceu em Goiânia beneficiou todos os Estados do Centro-Oeste. Isso porque algumas das provas que contavam pontuação para os clubes eram em prol da comunidade, como a arrecadação de roupas e a distribuição de exemplares do livro Esperança Além da Crise.  Ao todo, 98 toneladas de roupas foram arrecadadas por eles e doadas para quem necessitava. Milhares de cópias foram distribuídas, incentivando a comunidade a ler, além de oferecer uma mensagem de alívio e esperança para quem está passando por problemas. Outra atividade foi o desafio da Superbom. A ideia foi brincar de MasterChef e fazer um bolo saudável para ser entregue de presente a alguém.

Além das dos jogos e atividades sociais, em todas as programações as crianças meditaram na história da menina cativa, contada pela dupla do Teatro Gil e Cris. O momento era de diversão, risada e aprendizado com o fantoche Aventurinho.

“A temática do evento foi proposital. Nós queríamos que nossas crianças soubessem que podem ser protagonistas, assim como a menina cativa foi, muito tempo atrás. O que nós vimos das crianças foi fantástico. Elas interagiram muito e gostaram demais do programa e das atividades”, contou, satisfeito, o diretor de aventureiros para todo o Centro-Oeste, pastor Richard Ogalha.

As cerimônias solenes que costumam acontecer em todos os Aventuris presenciais também ocorreram no Aventuri online. O sábado à tarde foi destinado para quem tinha investiduras a serem realizadas, e domingo foi dia de batismo. Helena dos Santos, de 9 anos, tem o sonho de ser desbravadora. É ativa em todas as atividades propostas pela igreja, dentro do Aventureiros e na Missão Calebe. Aceitar a Jesus, na frente de milhares dos seus colegas que acompanhavam a programação, foi a realização de outro sonho.

“Ela sempre gostou muito de se comunicar e falar de Jesus para as pessoas. O clube de Aventureiros incentivou ela a isso e eu não tenho dúvidas de que a Helenna vai continuar desenvolvendo sua fé ainda mais após o batismo”, relata a mãe, Andressa Feitosa, emocionada. Já a pequena, quando questionada sobre o que iria mudar em sua vida, respondeu: “Eu quero ser missionária!”

Para assistir as lives do 1º Campori online, acesse os conteúdos no YouTube Adventistas Centro-Oeste. (noticiasadventistas.org)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •