Reprodução
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A 9ª sessão ordinária da 1ª Turma Criminal do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) contou com uma cena inusitada nesta quinta-feira (8/4). Durante o voto do desembargador J.J. Costa Carvalho, a câmera de um advogado que acompanhava a leitura abriu e mostrou o homem tomando banho.

A reação dos outros magistrados que estavam com a câmera ligada foi imediata. Incrédulos, o diretor Luis Carlos da Silveira Be e o desembargador Humberto Adjuto Ulhôa ficaram cerca de 15 segundos observando a cena até que o homem fosse removido da sala de reunião.

“Doutor Luis, só um instantinho. Tem um cidadão nu aí no painel”, diz Humberto Ulhôa, visivelmente indignado. “Esses advogados só podem entrar aí quando forem fazer sustentação oral, não tem que ficar passeando… O cara está nu aí”, reclamou. Com informações de Metrópoles.

Confira:

 


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •