NELSON ALMEIDA / AFP
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O ex-policial militar Fabrício Queiroz deixou a prisão domiciliar para voltar ao regime fechado nesta sexta-feira (14), de acordo com o jornal O Estado de S.Paulo. Queiroz saiu do condomínio onde mora, na zona oeste do Rio de Janeiro, por volta das 11h, para fazer exames.

Queiroz é investigado pela prática de rachadinha — quando servidores devolvem parte do salário — no gabinete do então deputado estadual Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).

Ele e a esposa, Márcia Aguiar, estavam em prisão domiciliar desde o dia 9 de julho, após decisão do presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), João Otávio de Noronha.

Na noite dessa quinta-feira (13), contudo, o ministro Felix Fischer, do STJ, revogou a decisão. Fischer também determinou que o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro analise, com urgência, a situação dos dois. Com informações de Metrópoles


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •