Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

SÃO PAULO (Reuters) – A Arábia Saudita, segundo maior comprador de carne frango do Brasil, suspendeu as exportações da proteína de 11 unidades brasileiras, das quais sete pertencentes ao grupo JBS, em momento em que o país árabe busca a ampliação da produção interna para se abastecer.

O governo brasileiro recebeu a informação “com surpresa e consternação” e pretende levar o caso à Organização Mundial do Comércio (OMC) caso se comprove a imposição de barreira indevida, conforme nota conjunta dos ministérios da Agricultura e Relações Exteriores divulgada nesta quinta-feira.

O comunicado ressalta que a decisão apenas constou na nova lista da Saudi Food and Drug Authority (SFDA, na sigla em inglês), autoridade sanitária do governo saudita, sobre as plantas do Brasil autorizadas a exportar para o país, sem maiores detalhes. A medida entra em vigor a partir do dia 23.

“Não houve contato prévio das autoridades sauditas, tampouco apresentação de motivações ou justificativas que embasem as suspensões”, disse o comunicado, citando que, até o momento, apenas o Brasil foi objeto de atualização da lista de exportadores de carne de aves.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •