Senador Eduardo Braga
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O senador Eduardo Braga (MDB/AM) anunciou, na noite de terça-feira (11/08), que o Governo Federal deu mais um passo rumo às obras de reparo e manutenção do “trecho do meio” da BR-319, que liga Manaus (AM) a Porto Velho (RO). A intervenção para melhorar o tráfego entre os quilômetros 250 e 655 da rodovia já teve a fase de licitação superada e, agora, foi celebrada a adjudicação da concorrência. Ou seja, foi atribuído o objeto da licitação ao vencedor da mesma.

“Teremos, ainda este ano, finalmente, o “trecho do meio” recuperado com laterita, piçarra, obras de arte de drenagem, em melhores condições para enfrentarmos o inverno do ano que vem”, disse o senador, que foi informado do avanço pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e pelo diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), general Antônio Santos Filho.

Frentes – O Governo Federal tem atuado em diversas frentes para recuperar a BR-319 e,assim, garantir o transporte seguro de pessoas e mercadorias, reivindicação feita há anos por Eduardo junto ao Poder Executivo federal.

Em relação ao “trecho do meio”, são, pelo menos, duas ações. A primeira, já em andamento, diz respeito à manutenção e aos reparos necessários à extensão. A segunda, mais importante, é a pavimentação. Essa iniciativa também avança e depende, agora, do aval do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Há mais de uma semana, técnicos do órgão analisam o Estudo de Impacto Ambiental e o Relatório de Impacto Ambiental (EIA/Rima) da obra para concederem o licenciamento ambiental.

52 quilômetros – Além do “trecho do meio”, outros 52 quilômetros da rodovia também serão pavimentados. Prossegue a licitação do Governo Federal para recuperação do quilômetro 198 até o 250. Essa intervenção, que estava paralisada há 20 anos, terá o investimento de R$ 220 milhões e já conta com o aval do Ibama e da Justiça Federal. Em live com Eduardo Braga em 24 de junho, o ministro da Infraestrutura informou que essa obra contemplará, inclusive, áreas degradadas às margens da BR-319.

Confira a manifestação de Eduardo:


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •