Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Eternizado como Beiçola, de A Grande Família, Marcos Oliveira, revelou se os bastidores das gravações do programa eram tão divertidos quanto as cenas prontas sugeriam. “Era mais ou menos animado. O Pedro [Cardoso] tinha um certo humor e o Lucinho [Lúcio Mauro Filho] também. Rogério Cardoso era maravilhoso. Mas o resto era high society“, declarou ele durante participação no Foi Mau, da Rede TV!.

Marcos Oliveira contou ainda se mantém amizade com o elenco com quem dividiu os sets de filmagem por mais de dez anos. “Não tenho contato. Existe uma elite ali que não vai muito com a minha cara, porque acha que sou popularesco demais”, revela. “Tem o popular e o popularesco, que é abaixo do popular”, explica.

No bate-papo com Meirelles, o ator também analisou como a maneira de fazer humor mudou nos últimos anos.“Antigamente era uma relação de humor textual e de circunstância. Hoje é só circunstância e gags de piadinha”, pondera, confessando dois de seus ídolos da comédia. “Quem eu gosto muito que tem uma criatividade legal na narrativa é o Paulinho Gogó e o [Estevam] Nabote.” (Metrópoles)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •