Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

ROMA, 7 ABR (ANSA) – O ex-primeiro-ministro da Itália Silvio Berlusconi, de 84 anos, foi internado nesta semana pela quarta vez apenas em 2021.   

Fontes de seu partido, o conservador Força Itália (FI), afirmaram que o eurodeputado teve uma consulta de rotina no Hospital San Raffaele, em Milão, na tarde da última terça-feira (6), e os médicos decidiram interná-lo para realizar mais exames.   

Segundo as mesmas fontes, Berlusconi chegou ao hospital de helicóptero. O ex-primeiro-ministro já havia se internado em janeiro, em Mônaco, devido a uma arritmia cardíaca; em fevereiro, em Milão, durante uma noite, por causa de uma queda; e em março, também na capital da Lombardia, por “problemas de saúde” não especificados. 

Em janeiro e março, as internações coincidiram com audiências de processos do caso “Ruby ter”, no qual Berlusconi é acusado de corrupção em atos judiciários. Um deles tramita em Siena, onde o Ministério Público pediu a condenação do ex-premiê a quatro anos e dois meses de prisão.   

A próxima audiência está prevista para esta quinta-feira (8), e o líder conservador é acusado de subornar Danilo Mariani, pianista que participava das festas em suas mansões (apelidadas de “bunga-bunga”), para induzi-lo a prestar falso testemunho sobre noitadas com prostitutas.   

Esses inquéritos nasceram do processo “Ruby”, no qual o ex-primeiro-ministro foi absolvido dos crimes de prostituição de menores e abuso de poder. O nome faz referência à modelo ítalo-marroquina Karima el Mahroug, a Ruby, pivô do escândalo sexual que abalou a imagem de Berlusconi.   

Entre 2010 e 2014, o ex-premiê teria gastado mais de 10 milhões de euros para manipular testemunhas em seus julgamentos, segundo o Ministério Público. Berlusconi já foi condenado em última instância por fraude fiscal, pena descontada com um ano de serviços sociais, e hoje é deputado do Parlamento Europeu.  (ANSA).   


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •