Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A menos de dois meses para o final de 2020, ainda é tempo de conquistar a tão esperada vaga de emprego. Datas como a Black Friday, em 27 de novembro, e o próprio Natal têm alavancado as contratações, especialmente no comércio.

Mesmo com o impacto causado pela crise do coronavírus — demissões, reduções de jornada e salário, instabilidade financeira — a expectativa do setor é de recuperação nas vendas para as festas de final de ano.

Segundo a ACSP (Associação Comercial de São Paulo), o mês de outubro, incrementado pelo Dia das Crianças, embora tenha apresentado queda em relação ao mesmo mês do ano passado, teve alta na comparação com setembro deste ano.

A tendência, agora, é de recuperação.

“Dezembro deve ficar nos mesmos níveis que em 2019. Em um cenário mais otimista, baseado em amostra da Boa Vista S/A, é possível que tenhamos uma leve alta na comparação dezembro com dezembro”, afirma Marcel Solimeo, economista da ACSP.

A abertura de novas vagas de emprego acompanha o otimismo. Empresas de serviços terceirizados e de atendimento ao público já procuram pela mão de obra extra.

Recursos Humanos

O Gi Group, empresa do setor de Recursos Humanos que faz contratação para outras empresas, anunciou que deve fechar o ano com 15 mil vagas de emprego temporárias na indústria e no comércio.

De acordo com a companhia de seleção, o número de vagas temporárias para o período superou todas as expectativas e praticamente dobrou em relação ao mesmo período de 2019. O crescimento, diz o Gi Group, está sendo impulsionado pelas vendas online.

As principais oportunidades abertas concentram-se na área de logística, nos centros de distribuição de lojas virtuais, na linha de produção das indústrias de embalagem e bens de consumo, especialmente de alimentos, bebidas não alcoólicas e produtos de beleza, indústria automotiva e de turismo.

Neste ano, o Gi Group diz que as empresas estão buscando profissionais mais experientes, com pelo menos seis meses de atuação na função.

O motivo está na necessidade de reforçar a equipe com mais rapidez.

O grupo está recebendo currículos de candidatos pelo site Contratando.

A entrevista com recrutadores é realizada remotamente e, em alguns casos, nas filiais com agendamento prévio. Dados da empresa mostram que, do total de temporários, cerca de 30% são efetivados.

Carrefour

Já o Carrefour está com mais de 2.000 vagas efetivas apenas no estado de São Paulo. As posições são para atuar nas lojas da rede e profissionais com ou sem experiência podem se candidatar.

São diversas oportunidades para os cargos de agente de prevenção, recepcionista de caixa, vendedor, repositor, balconista, auxiliar de perecíveis, promotor de serviços financeiros, padeiro, açougueiro, técnico em manutenção, operador de CD, farmacêutico entre outras.

O processo seletivo é feito digitalmente, por meio do portal Carrefour 99 Jobs.

A varejista oferece benefícios como assistência médico-hospitalar e odontológica, convênio farmácia e ótica, restaurante no local, vale-transporte, entre outros.

C&A Brasil

A rede de vestuário C&A Brasil está com 400 vagas temporárias em São Paulo, Barueri e Rio de Janeiro.

As oportunidades são para os centros de distribuição e foram abertas para suprir a demanda da Black Friday, Natal e Ano Novo. Há posições de auxiliar de produção, auxiliar de movimentação, revisor/conferente, processador, abastecedor e líder operacional.

Os interessados devem enviar o currículo até 20 de novembro para a Motus, empresa parceira responsável pela seleção dos candidatos, via email: [email protected]

Para as vagas de abastecedor e auxiliares de produção e movimentação é necessário ter ensino fundamental completo e expertise na área de logística. Para essas posições, ter ensino médio e experiência de mais de seis meses na área são diferenciais.

Já para as oportunidades de revisores/conferentes e processadores, a companhia procura candidatos com ensino fundamental ou médio completo e atuação prévia de uso de coletores e tecnologia WMS. Nesse caso, atuação superior há 12 meses nas áreas é um diferencial.

Para as posições de líderes operacionais, os pré-requisitos são: ensino médio completo e experiência em gestão de equipes pequenas. Ter curso superior em andamento, sobretudo em logística, é considerado um diferencial.

Como benefícios, a empresa oferece vale-transporte, refeição no local e treinamentos variados para as funções a serem realizadas.

Além disso, ao final do ciclo de atividades, a companhia afirma que concederá uma carta de recomendação aos colaboradores com a melhor performance e os apoiará em seu processo de recolocação. Com informações de Revista Seleções.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •