Hugo Barreto/Metrópoles
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a defender, nesta sexta-feira (18/6), o chamado “tratamento precoce”, que consiste no uso de medicamentos sem eficácia comprovada cientificamente contra a Covid-19.

Durante cerimônia de liberação da pavimentação da rodovia Transamazônica (BR-230/PA), o chefe do Executivo orientou que quem, porventura, estivesse com “problemas” relacionados à doença, deveria procurar um médico para iniciar o tratamento.

Em sua fala, o presidente repetiu ter tomado hidroxicloroquina quando foi diagnosticado com o novo coronavírus e que o Kit Covid não mata: “Pelo contrário, salva vidas”, disse. Não há comprovação de remédios que atuem contra o vírus. O Brasil se aproxima da marca de 500 mil mortes em razão da pandemia.

“Recomendo àqueles que, porventura, tenham problemas com a Covid, procurem o seu médico para o tratamento precoce. Dizer para vocês que, eu, lá atrás, tomei hidroxicloroquina, assim como muitos tomaram ivermectina. Isso não mata ninguém. Vocês, nessa região, sabem o que é malária e tomam esse medicamento. Ninguém morreu por causa disso. Muito pelo contrário, salva vidas”, declarou.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •