Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A BR-319 voltou a sofrer mais uma interdição nesta sexta-feira (24). O asfalto cedeu na altura do km 118 e criou intransponível obstáculo aos veículos que trafegam na rodovia, que é a única vai de ligação terrestre do Amazonas com as demais regiões do Brasil.

De acordo com a superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Arlene Lamego, a cratera surgiu a partir de um bueiro que não resistiu a forte pressão da correnteza e provocou o rompimento daquele trecho da rodovia. A correnteza da água causou uma erosão que provocou o desabamento da pista.

Inaugurada em 1976, a BR-319 é a única rodovia que liga Manaus a Porto Velho e é conhecida pelas péssimas condições. Tem mais de 800 quilômetros de extensão, porém somente os segmentos localizados próximos às capitais estão asfaltados.

Há trechos não pavimentados que causam prejuízos a quem necessita trafegar pela estrada. As alternativas à rodovia são o transporte aéreo ou por barco, em uma viagem que dura quase uma semana.

Confira:


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •