Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A força tarefa montada para encontrar Stef de Souza, 43, o representante comercial Luciano da Conceição Ferreira Freire, 30 e o funcionário da Eletrobrás Amazonas Energia, Aldeney Ribeiro Salvador, 40, que desapareceram no dia 16 de dezembro do ano passado na altura do quilômetro 137 da BR 230 (Transamazônica) área da reserva Tenharim Marmelo, deve ser desfeita esta semana depois que as investigações forem concluídas pela Polícia Federal.

Sem pedido de prorrogação das investigações à Justiça Federal, o delegado Alexandre Alves, que preside o inquérito onde já ouviu mais de 26 pessoas entre índios e não índios, da sinais de que os trabalhos chegaram ao final.

Com apoio de homens do Exército e Força Nacional, foram realizadas diligências dentro das aldeias, onde foram ouvidos índios tenharim, jiahui, munduruku.

Na sua pagina no Facebook, Adriana Santos, esposa de Luciano, postou que “Meu Deus quando todo esse sofrimento vai chegar ao fim???… Deus! Tenho sofrido tanto quantas lutas quantas batalhas tenho enfrentado dia após dia.. mais tenho pedido pra Deus me manter forte, tenho vivido a base de remédios pra poder ter forças pra cuidar dos meus filhos”.

Disse ainda que não aguenta mais esperar por respostas da Polícia Federal. “É angustiante e um sofrimento sem fim onde nossos filhos não dormem direito onde nós não dormimos direito a nossa vida parou a espera de resposta e de justiça… até quando vamos esperar? Até quando vamos ver os nossos filhos perguntando pelo pai e não saber o que responder”, questiona a esposa.

Adriana, deixa claro que se preciso for, ela e as outras esposas moverão céus e terras para q os culpados não fiquem impunes. “Enquanto eu e a Irisneia Santos Azevedo de Souza, tivermos voz estaremos clamando por JUSTIÇA”, concluiu.

Entenda o caso

No dia 16 de dezembro, o professor Stef de Souza, 43 e o comerciante Luciano da Conceição Ferreira Freire, viajavam de Humaitá para Apuí. Na travessia da balsa no rio Madeira, eles deram carona o funcionário da Amazonas Energia Aldeney Salvador.

Na altura do quilômetro 137 da Transamazônica, na área da reserva indígena Tenharim, os três homens desapareceram misteriosamente. As primeiras informações foram de que índios teriam sido visto por policiais militares empurrando para dentro do mata um Gol, supostamente usado pelas vítimas.

O motivo da abordagem as vítimas, seria vingança pela morte do cacique Ivan Tenharim, no dia 03 de dezembro. Encontrado desacordado na Transamazônica, vítima de um suposto acidente, ainda investigado pela polícia.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •