Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Gosto da ideia de que o ser humano é um animal social. Também gosto da ideia de que sozinhos somos fracos e juntos somos fortes.  

A vida humana é uma relação contínua de interdependência. Desde o nascimento até à morte, precisamos uns dos outros para sobreviver. 

Ninguém vive sozinho. Precisamos da ajuda de muita gente para continuar vivendo. E quanto mais precisamos dos outros, mas humanos nos tornamos. 

A nossa qualidade de vida, em certos casos, está relacionada diretamente com os amigos que possuímos. Não dos amigos do Facebook, mas dos amigos reais. 

Amigos que nos fazem crescer como pessoa e não de “amigos da onça”. Como dizia Francis Bacon: “A amizade verdadeira duplica as alegrias e divide as tristezas”. 

Como é bom conviver entre amigos. A vida entre os verdadeiros amigos se torna mais alegre, festiva, solidária e menos preconceituosa. 

Para o filósofo grego Platão, “A amizade é uma predisposição recíproca que torna dois seres igualmente ciosos da felicidade um do outro”. 

Quem não tem amigos é solitário. A solidão nos tira o gosto pela vida. Muitas vezes, a pessoa solitária, pensa até em cometer o pior dos desatinos: o suicídio. 

Os amigos são importantes no combate a solidão. Geralmente eles são fonte de inspiração, alegria e força para continuarmos a caminhada. 

Quem não tem amigos se sente muito sozinho nessa vida. Geralmente, ao lado de uma pessoa amiga, encontramos espaço para pensar. 

Sócrates explicava que: “Para conseguir a amizade de uma pessoa digna é preciso desenvolvermos em nós mesmos as qualidades que naquela admiramos”.  

Uma amizade só se torna verdadeira quando ambos souberem conversar, se souberem corrigir os erros e prosseguir procurando melhorar sempre. 

A melhoria contínua define à qualidade da amizade, do trabalho, dos relacionamentos, dos negócios, da vida humana em geral.  

Ninguém, nenhuma pessoa, consegue resistir por muito tempo, sobreviver as angústias, as dores do mundo, sem o apoio das pessoas queridas.  

Quando estamos do lado de pessoas que amamos, a tristeza, a ânsia de autodestruição, de cancelamento do outro, etc., não tem vez na nossa vida. 

No campo da convivência humana, o outro nunca pode deixar de ser um amigo para tornar-se um rival. O outro deve ser sempre um parceiro na caminhada! 

Como já foi dito acima, ninguém vive sozinho. Precisamos sempre da ajuda do outro para sobreviver. A autossuficiência só destrói a vida humana. 

  Quem é que gosta de conviver com pessoas egoístas? Ninguém, não é mesmo?! Eu, por exemplo, detesto pessoas egoístas. 

Uma das qualidades que eu mais admiro no ser humano é a solidariedade. Ser solidário é ser desprendido das miudezas da vida; é pensar grande. 

Por fim, e não menos importante, desejo que você tenha bons e fiéis amigos e que a solidão nunca faça morada em sua vida.  

Luís Lemos é filósofo, professor universitário e escritor, autor do livro: “Jesus e Ajuricaba na Terra das Amazonas”.  

Para comprar este livro acesse o link https://www.amazon.com.br/Jesus-Ajuricaba-Terra-Das-Amazonas/dp/168759421X ou na Livraria Nacional, no Centro de Manaus.  

Para apoiar o nosso trabalho no YouTube, faça sua Inscrição no Canal https://www.youtube.com/channel/UC94twozt0uRyw9o63PUpJHg 


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •