Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 A Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM), por meio da Central de Medicamentos (Cema), contratou 30 novos farmacêuticos para reforçar as equipes em 11 hospitais e SPAs da rede pública estadual. Os profissionais têm a atribuição de fazer a cobertura diária dos estoques para auxiliar na programação de abastecimento pela Cema.

 Os farmacêuticos já estão em atuação no Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, Platão Araújo, João Lúcio, nos Hospitais da Criança da zona sul e da zona oeste de Manaus, na Maternidade Balbina Mestrinho e Instituto da Mulher Dona Lindu, além dos SPAs do Coroado, do Alvorada e da Galileia. O Hospital Nilton Lins, que será unidade de referência para a Covid-19, também recebeu profissionais.

De acordo com as normas do contrato, os profissionais foram contratados para atuação de 30 horas semanais durante 30 dias, podendo o período ser prorrogado para até 90 dias, conforme as necessidades do Sistema Estadual de Saúde.

“O objetivo da contratação desses profissionais é melhorar o processo de organização das farmácias das unidades, para evitar o desabastecimento, otimizando o contato do profissional com os médicos e com a própria Cema”, explicou o coordenador da Central de Medicamentos, Cláudio Nogueira.

 De acordo com a chefe do departamento de Política de Assistência Farmacêutica da Cema, Suzy Chagas, são realizadas videoconferências diárias com os novos profissionais, para a troca de informações a respeito dos estoques.

 “Nós praticamos com eles o cálculo de vazão dos medicamentos, ponto de ressuprimento e cobertura de estoques. Eles identificam as necessidades emergenciais, quantos dias vão durar os itens e facilitam o planejamento de abastecimento dos insumos que precisam ser solicitados pela unidade via Sistema Ajuri”, disse.

O “Ajuri” é o sistema utilizado pelas unidades para fazer a solicitação de insumos necessários para o abastecimento junto à Central de Medicamentos. O coordenador do órgão reforça a necessidade de uso da plataforma continuamente pelos hospitais e SPAs, sobretudo durante a pandemia.

 “É pelo Ajuri que nós conseguimos identificar o que falta e onde falta, para fazer a dispensação dos materiais e realizar o abastecimento o mais rápido possível. A proposta é que esses novos profissionais possam desafogar os outros farmacêuticos e auxiliar justamente nesse planejamento, que é extremamente importante nesse cenário de alta demanda de medicamentos e outros materiais hospitalares”, finalizou.

Em janeiro, a SES-AM fortaleceu ainda mais os quadros de farmacêuticos da Central de Medicamentos, por meio da contratação de cinco novos servidores. Os profissionais foram designados para reforçar as equipes do Departamento de Distribuição e do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica (Ceaf).


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •