Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Defesa Civil de Manaus começou, nesta segunda-feira, 09, a elevar algumas das 42 passarelas construídas em bairros da orla da cidade em virtude da cheia do rio Negro, que atingiu nesta segunda-feira 29,45m.

As passarelas que serão ajustadas estão localizadas no São Jorge, onde além da elevação em 40cm, será ajustado o comprimento. Neste bairro, as pontes estão localizadas no Beco Bragança I e II, Beco Itapuranga I, II e III, Rua Vicente Torres Reis, Rua Humberto de Campos e Beco Santa Cruz. Após a conclusão, o trabalho de ajuste segue para os bairros Glória e Educandos.

“Estamos fazendo o monitoramento diário das áreas que estão sendo afetadas pela cheia. Com a desaceleração da subida do rio, possivelmente o ajuste será apenas nesses três locais, porém, o levantamento continua”, explicou o chefe da Divisão de Resposta da Defesa Civil, Altaci Gomes.

Paralelo ao trabalho, agentes da Defesa Civil de Manaus e da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (Semasdh) retornaram, nesse fim de semana, aos bairros onde já foram feitos os cadastros de famílias para uma nova visita às casas que estavam fechadas durante a ação, mas também estão prejudicadas pela cheia do rio.

No total, o número de famílias cadastradas em Manaus é de 3.022. A Semasdh está fazendo o levantamento socioeconômico dessas famílias para atendimento social por meio de cestas básicas, água potável e Aluguel Social.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •