Compartilhe

Após vencer a Libertadores 2021 no último sábado (27), em Montevidéu, no Uruguai, o Palmeiras terá mais uma chance de disputar o Mundial de Clubes. Gerente de futebol do clube, Cícero Souza projetou a chegada do Alviverde no torneio e deixou claro que a equipe e comissão técnica estão mais preparadas que na temporada passada.

– Chegaremos ao Mundial mais bem preparados e em melhores condições. Na edição passada ganhamos o título da Libertadores no dia 30 e embarcamos dia 2 para Doha. O Palmeiras precisa chegar em Abu Dhabi em um horário diurno para evitar o “jet lag” (mudança brusca que pode pegar o metabolismo da pessoa de surpresa; a fadiga causada pela alternância entre dormir e estar acordado). Desta vez estaremos mais organizados e adaptados ao fuso horário – explicou, em entrevista ao portal Jogada 10.

Por conta do calendário apertado da temporada 2020, por consequência da pandemia de Covid-19, o período entre a final da Libertadores no Maracanã e o embarque da delegação para o Catar foi de apenas dois dias. Dessa vez, o Verdão terá pouco mais de dois meses de intervalo entre as duas competições.

Desclassificado nas semifinais do torneio em fevereiro deste ano, o time não teve a oportunidade de enfrentar o Bayern de Munique, principal time do Mundial e que acabou se sagrando campeão sobre o Tigres, do México. Nesta temporada, o principal desafio pode ser o Chelsea, atual campeão da Liga dos Campeões.

Cícero analisou as qualidades dos Blues e projetou como pode ser um confronto do Verdão contra os ingleses na decisão do Mundial.

– O Chelsea tem grande qualidade e sabe mudar o ritmo de um jogo. Mas o Palmeiras estudará todos os rivais do mesmo modo. Vamos focar primeiramente no nosso primeiro adversário, que é o Al-Ahly ou o Monterrey – afirmou.

Com a maior parte dos jogadores do elenco principal já de férias, o Verdão ainda tenta negociar a permanência de Abel Ferreira, que, mesmo tendo contrato até o final de 2022, não garantiu que fica no clube para a próxima temporada. O gerente de futebol falou sobre as negociações com o comandante português e afirmou que a expectativa pela continuidade é positiva.

– O Abel nos diz sempre que o Palmeiras é o clube dos sonhos de qualquer treinador no mundo e que o ambiente é perfeito para trabalhar em alta performance. Mesmo cientes de que é um treinador que desperta interesse em outros clubes, acreditamos que ele cumprirá o contrato e que poderá, inclusive, estender o vínculo. Todos os esforços estão sendo feitos para que ele possa continuar no comando da equipe – disse.

Por fim, Cícero Souza, que seguirá trabalhando na gestão de Leila Pereira, falou sobre a investida do Palestra no mercado em busca de novas contratações. O dirigente exaltou a qualidade do atual elenco e pontuou que o Palmeiras ficará atento para negociações pontuais e, caso sejam necessárias, buscarão concretizá-las.

– Esse elenco é bicampeão seguido da Libertadores, logo a qualidade é indiscutível. O Palmeiras é o melhor brasileiro no ranking da Conmebol, tem invencibilidade de 15 jogos como visitante na competição, a maior série invicta, o clube com mais jogadores da base… É claro que é normal os clubes fazerem observações no mercado para montar um mapeamento. Se entendermos que contratações pontuais são necessárias, buscaremos fazê-las. Mas os números mostram a força desse elenco – finalizou.

Após o término das comemorações oficiais da conquista da Libertadores, parte do elenco principal entrará de férias de forma oficial. Os jogadores que seguem treinando na Academia de Futebol disputarão os dois jogos restantes do Campeonato Brasileiro, contra o Athletico-PR e Ceará. Com informações de IstoÉ.


Compartilhe