Cabeça d'água atingiu grupo que estava no Parque Ecológico do Paredão, em Guapé (MG). Ao menos duas são da mesma família
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

METRÓPOLES – Ao menos cinco pessoas morreram ao ser atingidas na tarde desta quarta-feira (01/01/2020) por um fenômeno chamado cabeça d’água, em cachoeiras do Parque Ecológico do Paredão, em Guapé, cidade no sul de Minas Gerais. Quatro corpos já foram resgatados. Segundo os Bombeiros, um está em local de difícil acesso e ainda não pôde ser retirado. Buscas seguem sendo feitas, porque não há certeza do número de pessoas que estavam na água.

Ao menos dois atingidos pela enxurrada são da mesma família. Mais cedo, testemunhas haviam relatado que cinco pessoas da mesma família seriam as vítimas, mas os Bombeiros não confirmam a informação. Não há ainda identificação oficial dos mortos.

Uma visitante que estava no local fez um vídeo que registra a enxurrada atingindo o local e elevando com muita rapidez o nível da água. Cabeça d’água se refere a um aumento rápido e repentino do nível de um rio, lago ou cachoeira devido a chuvas em trechos anteriores ou mais altos do percurso. As informações são do G1.

O local é um tradicional destino de turistas. O parque é municipal, mas a administração é concedida à iniciativa privada.

As pessoas estavam na água quando foram surpreendidas pela enxurrada. As imagens do vídeo mostram quando algumas pessoas tentam, sem sucesso, reanimar uma das vítimas.

A Prefeitura de Guapé informou que também enviou uma equipe para dar apoio aos familiares das vítimas e tomar conhecimento da situação no local.

Buscas
Equipes do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), da Polícia Militar e dos bombeiros foram acionadas para fazer buscas pelas duas pessoas desaparecidas.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •