Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Uma pesquisa publicada na revista Nature por cientistas da Tokyo Medical and Dental University, do Japão, encontrou uma relação entre a dieta rica em gordura e a queda de cabelos. O estudo foi feito com camundongos geneticamente modificados para ter obesidade e com outros alimentados seguindo o regime estudado.

Os cientistas descobriram que, nos ratinhos alimentados com muita gordura, houve ativação de citocinas inflamatórias (as mesmas ligadas à Covid-19, que pode causar queda de cabelo). Essa ação parece reprimir um sinal ligado diretamente à regeneração dos folículos capilares (onde fica a raiz do fio), resultando na perda da estrutura e consequente calvice no local.

Normalmente, as bolsas se renovam em ciclos — conforme envelhecemos, elas começam a ter maior dificuldade em cumprir a função. Em indivíduos obesos, descobriu o levantamento, o processo parece ser acelerado.

“Uma dieta rica em gorduras acelera o afinamento do cabelo, esgotando a parte do folículo capilar que reabastece as células maduras que criam cabelo, especialmente em camundongos mais velhos”, diz Hironobu Morinaga, um dos autores do estudo, ao EurekaAlert. “Comparamos a expressão dos genes entre ratos com a dieta rica em gordura e um regime normal, e percebemos que os camundongos obesos apresentam perda de cabelo mais rápida e folículos capilares menores”, explica o pesquisador.

Reativando o sinal interceptado pelas citocinas inflamatórias, seria possível reverter a queda de cabelo em indivíduos com esse tipo de dieta. O objetivo dos pesquisadores ao publicar os resultados é abrir portas para a criação de novos tratamentos para prevenir e tratar a perda dos fios. (Metrópoles)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •