Foto: Marcelo Camargo
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A possibilidade de economia ou o risco de aumento do valor da conta variam conforme os hábitos dos consumidores. Portanto, as pessoas que estão atuando em home office devido à pandemia de Covid-19, podem aproveitar a flexibilidade de horários para aderir à tarifa branca e mudar o padrão de consumo para obter uma economia na conta de energia, que pode chegar até a 17%, segundo Octávio Brasil, gerente da CAS Tecnologia, empresa desenvolvedora de redes inteligentes na área de utilities.

Desde o início de 2020, os brasileiros possuem a opção de aderir à tarifa mais econômica fora dos horários de pico, denominado “fora de ponta”, que ocorre entre 21h30 e 16h30. “A modalidade consiste na variação do valor de acordo com o horário do consumo de energia e tem como objetivo a redução do custo médio para o consumidor e o uso eficiente da rede”, explica Brasil.

O Relatório da Análise de Resultado Regulatório, publicado pela Aneel, no final do ano passado, aponta que os consumidores que aderiram a esta tarifa obtiveram, em média, 4% de redução, se comparado à modalidade convencional, mas pequenos ajustes à rotina podem elevar significativamente essa diminuição. “Basta evitar alguns hábitos durante o durante o horário de ponta, como: tomar banho, passar roupa, utilizar secador ou máquina de lavar”, completa Brasil.

Saiba mais sobre a tarifa branca

A tarifa tranca possui critérios de faturamento mais complexos do que a taxa convencional. O preço da energia nos dias úteis é dividido em três faixas horárias de consumo: as tarifas dos horários intermediário (16:30 às 17:30, retornando das 20:30 às 21:30) e horário de ponta (17:30 às 20:30) são maiores do que a convencional.  Entretanto, no horário fora de ponta (21:30 até 16:30), a tarifa para o consumidor é mais barata se comparada à cobrada no modelo tradicional. Sábados, domingos e feriados contam como tarifa fora de ponta nas 24 horas do dia.

A solicitação para a adesão da tarifa branca é opcional e simples. Pode ser realizada pelo site das concessionárias, nas agências de atendimento ou redes credenciadas. No caso das unidades consumidoras já existentes, a distribuidora de energia tem o prazo de 30 dias para realizar a alteração e, para nova ligação, o prazo máximo é de 5 dias em área urbana e 10 dias em área rural.

*Importante: O horário de ponta pode variar de uma região para outra. Para se programar, consulte a concessionária local de energia.

CAS Tecnologia

A CAS Tecnologia conta hoje com produtos e soluções inteligentes de gestão de dados de medição e telemedição, automatização de processos, gestão e suporte à tomada de decisão. Suas soluções contribuem para a proteção à receita, a maior eficiência operacional, além da geração de valor agregado aos diversos processos de negócio dos seus clientes — entre eles 25 das 30 maiores concessionárias do país. As soluções de Smart Grid são o principal foco da empresa. A Plataforma Hemera, da CAS Tecnologia, gerencia dados de mais de 2,3 mi de consumidores com suas soluções.

Para mais informações, acesse: http://www.castecnologia.com.br/.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •