SÃO PAULO, SP, 21.02.2021 - CORINTHIANS-VASCO - Henrique, Castan e Ricardo lamentam após final da partida - Partida entre as equipes do Corinthians e do Vasco, valida pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro 2020, realizada na Neo Química Arena, neste domingo. (Foto: Miguel Schincariol/Folhapress)
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Em partida tecnicamente muito ruim, o Corinthians empatou com o Vasco sem gols neste domingo (21), na Neo Química Arena, se distanciou ainda mais do sonho de conquistar uma vaga na próxima Copa Libertadores e praticamente rebaixou o clube cruzmaltino para a Série B do Campeonato Brasileiro.

Para continuar na primeira divisão, a equipe vascaína, com 38 pontos, tem uma missão quase impossível: precisa vencer a última rodada contra o Goiás, em São Januário, na quinta-feira (25), torcer por derrota do Fortaleza (primeiro fora da zona de rebaixamento, com 41 pontos), contra o Fluminense, no Maracanã, e ainda tirar uma diferença de saldo de 12 gols em relação aos cearenses.

Já o Corinthians continua com chances remotas de ir à Libertadores. Com 50 pontos, a equipe precisa vencer o Internacional, na quinta-feira (25), e torcer por tropeços de Santos e Athletico, que também disputam vaga na competição internacional e ainda jogam neste domingo.

Pressionadas, ambas as equipes fizeram partida tensa, com jogadores nervosos e poucas oportunidades para ambos os lados.

No primeiro tempo, a melhor chance foi do lateral Fagner, que recebeu de Ramiro dentro da área e chutou forte, obrigando o goleiro vascaíno Fernando Miguel a fazer boa defesa aos 17 minutos.

O atacante Leo Natel, que substitui na equipe titular o Jô, em má fase, não fez boa partida e comprometeu lances de ataque da equipe corintiana com decisões erradas. O jogador também não conseguiu fazer o papel de pivô, segurando a bola no campo ofensivo. Acabou substituído no começo do segundo tempo.

Já o Vasco assustou a torcida corintiana em chute de Carlinhos, de fora da área, aos 38 minutos, mas parou por aí.

Assim como no restante da temporada, o time cruzmaltino sofreu com a falta de criatividade. A equipe tem um dos piores ataques do campeonato, com 34 gols marcados, desempenho apenas melhor que o do Sport, além dos já rebaixados Coritiba e Botafogo.

Na segunda etapa, com a entrada de Cazares e Jô, o Corinthians quase abriu o placar com Fábio Santos, que chutou cruzado e tirou tinta da trave de Fernando Miguel aos 19 minutos. Mas continuou com dificuldades de criação.

Já o Vasco acertou a trave com Carlinhos, aos 22 minutos, em jogada que pareceu uma tentativa de cruzamento.

Contra o Inter, na disputa pelo título, o Corinthians terá o desfalque certo do lateral Fagner, que recebeu o terceiro cartão amarelo neste domingo e cumpre suspensão.

Corinthians

Cassio; Fagner (Michel Macedo), Jemerson, Gil, Fábio Santos; Gabriel, Ramiro, Araos (Cazares); Gustavo Mosquito (Gabriel Pereira), Mateus Vital (Otero) e Léo Natel (Jô). Técnico: Vagner Mancini.

Vasco

Fernando Miguel; Léo Matos, Ricardo Graça, Leandro Castan, Henrique; Bruno Gomes, Andrey (Juninho), Carlinhos (Marcos Júnior), Yago Pikachu (Gabriel Pec); Talles Magno (Ygor Catatau) e Germán Cano (Tiago Reis). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •