Com proibição de atividades não-essenciais, centro de Manaus fica vazio (Foto Pedro Brag Jr)
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), anunciou neste sábado (23) que o Estado restringirá a circulação de pessoas 24 horas por dia a partir da segunda-feira (25). À medida que terá validade de 10 dias, foi publicado o Decreto nº 43.303, que trata da ampliação de restrições temporárias como medidas necessárias para o enfrentamento à Covid-19 no estado.

Dentre as principais determinações presentes no novo decreto está a restrição provisória da circulação de pessoas em espaços e vias públicas de todo o estado nas 24 horas do dia. O documento passará a valer a partir desta segunda-feira (25/01) e ficará em vigor até o próximo domingo, dia 31 de janeiro

A saída para a rua será permitida para tarefas essenciais como ir a supermercados, farmácias e serviços de saúde. Ao supermercado só poderá sair de casa uma única pessoa por família.

“A gente traz nesse decreto [um item] que é a restrição de circulação de pessoas para 24 horas. Isso não significa cercear o direito de ir e vir. O cidadão pode sim sair da sua casa, mas ele só pode sair se houver extrema necessidade.”, disse o governador Wilson Lima.

O governador disse que a medida é dura, mas que visa salvar o maior número de vidas possíveis. O Amazonas vive um colapso de seu sistema de saúde com o aumento de casos de covid-19 e falta de oxigênio no sistema de saúde.

O secretário estadual de saúde, Marcellus Campêlo, disse que o Estado está trabalhando com suas unidades de saúde acima de 100% de ocupação e que os casos que necessitam de internação no interior quintuplicaram desde o início de janeiro.

“Cada 100 pessoas infectadas tem a capacidade de infectar mais 130, então é uma taxa muito alta. Nossa polícia, Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros estão nas ruas para garantir o cumprimento do que está estabelecido no decreto”, disse o governador.

Sobre os serviços que funcionarão no Estado, Lima disse que os supermercados ficarão abertos de 6h às 19h para venderem apenas alimentos, bebidas, produtos de limpeza e de higiene pessoal. Já as farmácias podem funcionar 24 horas, assim como os serviços de saúde.

Feiras estarão abertas de 4h às 8h da manhã e bares, restaurantes e padarias só poderão funcionar em esquema de entregas das 6h às 22h. Obras e serviços de engenharia apenas para a área de saúde estarão permitidos.

Já a indústria fará turno de 12 horas, com excessão para aquelas que produzem produtos alimentícios, medicamentos e insumos. Os transportes também só estarão liberados para àquelas atividades que estão autorizadas.

Decreto

Loader Loading...
EAD Logo Taking too long?

Reload Reload document
| Open Open in new tab

Clique para baixar


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •