A candidata Jumara (no detalhe) diz em uma gravação que o prefeito Herivaneo falou em compra de votos (Montagem Fato Amazônico)
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O prefeito de Humaitá, Herivaneo Vieira de Oliveira, candidato à reeleição, poderá ficar fora da disputa eleitoral por suposta compra de voto. A acusação, gravada durante conversa com um eleitor e entregue ao promotor Weslei Machado, é de Jumara Alves, candidata pelo Partido Liberal (PL).

Na gravação de áudio, a candidata diz claramente a um eleitor que “se (os eleitores) querem vender o seu voto eu até compro. O Herivaneo falou pra mim: “Jumara, dentro da eleição, quem quiser vender o seu voto”…

Num outro trecho da gravação, diz a candidata: “O Herivaneo vai comprar. Quem quiser (vender); quem não quiser vender o seu voto…

De posse do vídeo e de outros documentos, o promotor Weslei Machado transformar a notícia de fato  n. 184.2020.000158.

De acordo com o TSE, a captação ilícita de sufrágio é configurada pela realização de quaisquer condutas de doar, oferecer, prometer, ou entregar, ao eleitor, bem ou vantagem pessoal de qualquer natureza (..).

Confira o Procedimento

Loader Loading...
EAD Logo Taking too long?

Reload Reload document
| Open Open in new tab

Clique para baixar


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •