Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 Todo mundo conhece alguém que já teve câncer. E para muita gente, a doença ainda é vista com um certo tabu. No entanto, para abrir o debate, aumentar o grau de informação e ajudar na prevenção, foi criado o Dia Mundial do Câncer, celebrado em 4 de fevereiro. A data é uma iniciativa global organizada pela União Internacional para o Controle do Câncer (UICC), com o apoio da Organização Mundial da Saúde (OMS).

No Brasil, o câncer é a segunda principal causa de mortes, ficando atrás apenas para as doenças cardiovasculares. É cada vez maior o número de casos de câncer no Brasil e no mundo. De acordo com o oncologista do Hapvida Saúde, Rodrigo Polo, a doença está relacionada principalmente com hábitos de vida pouco saudáveis. “Os principais tipos que acometem a população brasileira são o câncer de pele, próstata, mama, traqueia, brônquios e pulmão, cólon e reto. Entre as mulheres, o principal causador de mortes é o câncer de mama. Já nos homens, o câncer de pulmão é o maior responsável pelos óbitos”, explica o médico.

Prevenção

 Para ter uma vida mais saudável e se prevenir do câncer, o oncologista Rodrigo Polo destaca algumas recomendações, segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca):

 – Não fume. O cigarro possui substâncias tóxicas e cancerígenas;

– Evite bebidas alcoólicas. O álcool está relacionado com câncer principalmente na região da boca e esôfago;

– Alimente-se bem. Inclua vegetais em suas refeições e evite alimentos fritos, gordurosos e a ingestão de carne em excesso;

– Pratique atividades físicas. Pelo menos 30 minutos de exercícios todos os dias melhoram a qualidade de vida e ajuda prevenir contra várias doenças;

– Evite tomar sol nos períodos entre 10 e 16 horas. A exposição desprotegida está bastante associada aos casos de câncer de pele;

– Mulheres: realizem exames preventivos ginecológicos, exame clínico das mamas e mamografia, quando atingirem a idade adequada. O diagnóstico precoce pode salvar vidas;

– Homens: realizem os exames preventivos e a partir dos 50 anos se consulte com um urologista e realize o exame de próstata periodicamente;

– Realize exame de sangue oculto nas fezes após os 50 anos. O exame pode ajudar a diagnosticar o câncer colorretal;

– Escove sempre os dentes e procure regularmente um odontologista.

Estimativas

Segundo as estatísticas dos estudos realizados, estima-se que o número de casos da doença poderá dobrar nas próximas décadas, principalmente nos países de baixa renda. Porém, vale destacar que a doença não escolhe cor, idade ou sexo, podendo atingir toda a população e também qualquer órgão do corpo humano.

De acordo com dados da União Internacional para o Controle do Câncer (UICC), as expectativas são intrigantes: 1 em cada 5 homens e 1 em cada 6 mulheres terão câncer ao longo da vida. Porém, ainda segundo o órgão, 3 em cada 10 casos de câncer dos tipos mais incidentes podem ser prevenidos e 3,7 milhões de vidas poderiam ser salvas por ano se houvesse medidas de prevenção, diagnóstico e tratamento adequado.

Sobre a data

 Criada em 2000, por meio da Carta de Paris contra o câncer, a data tem como objetivo aumentar a conscientização e a educação mundial sobre a doença, além de influenciar governos e indivíduos para que se mobilizem pelo controle do câncer evitando, assim, milhões de mortes a cada ano.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •