Compartilhe

Diastema é aquela famosa frestinha que fica entre dois dentes. Sendo mais frequente nos dentes frontais da arcada superior. Essa característica possui um reflexo determinante na estética do sorriso.

Recentemente, o Ex-BBB Gustavo Marsengo foi questionado se mudaria seu sorriso, (que possui diastema), assim como fizeram seus ex-colegas de confinamento Vyni, Larissa, Lucas e Eslovênia que logo após saírem do reallity já buscaram o procedimento de aplicar lentes de contato para mudar o sorriso.

“Vai colocar lente de contado nos dentes também? (Não coloca, não)”, perguntou um internauta. “Pois é, né. Acho que essa é a primeira coisa que as pessoas fazem quando saem da casa é enfiar aquela lente de contato, ficar com o sorriso tudo igual. Não tenho essa vontade, não. Sou bem feliz com o meu diasteminha, aqui, aberto mesmo e não vou colocar esses negócios ai, não ”, respondeu Gustavo.

Mas afinal, a diastema é considerada um problema?

300x250tce

A cirurgiã dentista Dra. Bruna Conde explica que o diastema comumente se forma nos dentes superiores frontais. Pode-se ainda aparecer nos dentinhos de leite, sendo fechado com a troca da dentição com o nascimento dos dentes permanentes. Essa frestinha geralmente surge nos dentes anteriores superiores e inferiores. Raramente ocorre entre os caninos e pré-molares ou até entre molares.

Embora esse espacinho não incomode muitas pessoas, o diastema é encarado como um problema estético para os profissionais, tratando-se como um desajuste na harmonia do sorriso.

Por outro lado, isso não deixa de ser um traço bem característico para muita gente, tornando-se uma marca registrada ou até mesmo um verdadeiro charme. “De qualquer forma, vale ressaltar que é importante investigar a origem dessa fresta. Por isso, incomodando ou agradando, não deixe de procurar um dentista para saber a causa do diastema.” alerta a Dra.

O que pode causar diastema?

Esse espacinho entre os dentes pode surgir por vários motivos, um deles é, por exemplo, o acúmulo de placa bacteriana. “Esse excesso de bactéria entre os dentes pode levar à doença periodontal com reabsorção óssea e mobilidade dentária, resultando no diastema. As placas bacterianas também podem levar à recessão gengival e mobilidade dos dentes.” explica a especialista Bruna Conde.

Possíveis causas do diastema:

– Retração gengival;

– Falta de um dente na arcada;

– Freio labial alongado;

– O hábito constante de chupar chupeta ou o próprio dedo quando criança;

– Doenças periodontais e gengivais;

– O acúmulo de placa bacteriana.

É possível manter o diastema?

De acordo com a Dra. Bruna Conde sim, é possível. Desde que esse frestinha não esteja afetando sua saúde bucal e que você não se sinta incomodado com o visual. Mas de qualquer forma, é importante consultar seu dentista para analisar o seu caso e chegar a essa conclusão.

Como fazer a higiene bucal de um sorriso com diastema?

Embora muita gente não tenha essa fresta entre os dentes, a limpeza do sorriso com diastema deve ser feita normalmente com uma escova de cerdas macias e creme dental com flúor. No diastema utilize fio dental e em casos de diastemas maiores utilize também uma escova interdental. Desta forma, é possível prevenir a formação de doenças bucais, como a cárie, a gengivite e doenças periodontais, que podem causar a piora desse diastema.

Para quem opta por corrigir o diastema, aqui vai algumas opções:

– Tratamento ortodôntico que movimente os dentes e feche o diastema;

– Fazer uma cirurgia que reduz o tamanho do freio labial;

– Uso da resina composta para fechamento do espaço;

– Uso de facetas de porcelana, prótese fixa ou colocação de implantes nos espaços interdentais;

– Extração de supranumerários, de dentes extras desenvolvidos nos maxilares, que muitas vezes contribui para o posicionamento errado dos dentes.

– Fazer uma gengivoplastia para fechar o espaço interdental, realizando uma plastia no contorno gengival dos dentes envolvidos no tratamento.

Para saber qual o tratamento indicado recomendamos a avaliação individual de cada caso.


Compartilhe