Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Grêmio terá um dos jogos mais importantes da temporada nesta quarta-feira, quando enfrenta o Internacional, pela Libertadores, às 21h30, no Beira-Rio. Um dos jogadores mais experientes do lado do Tricolor Gaúcho, Diego Souza reconhece que vive momento instável no clube, assumindo a responsabilidade pelos poucos gols marcados nas últimas partidas.

“O rendimento caiu. Eu sou um camisa nove que preciso fazer gols para colaborar da melhor maneira possível. A gente está empatando alguns jogos. Eu sou aquele jogador que se faço gol estou bem, senão eu estou mal. Eu sei da minha responsabilidade e do que a gente precisa. Eu vou procurar fazer gols, porque só assim a gente consegue ajudar da melhor maneira possível”, disse o jogador em entrevista coletiva.

Apesar do Grêmio estar pressionado por melhores resultados, Diego Souza garante que o elenco não se sente exposto às cobranças dos torcedores.

“Clássico não tem pressão. A pressão que o Renato fala é externa, de fora. A gente conhece a nossa pressão e sabe o que pode e precisa fazer. A gente precisa render um pouco mais. O Renato é um cara fantástico. Ele blinda todo o nosso grupo. A gente sabe que tem pressão por conta dos resultados. A camisa que a gente veste é muito grande e sempre que a gente veste ela, a gente precisa de resultados”, afirmou o atacante.

No momento, o Grêmio está na segunda colocação do grupo E da Libertadores, com quatro pontos somados, três a menos do que o Internacional. (Gazeta Esportiva)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •