Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A valorização da moeda dos Estados Unidos é superior a 30% somente neste ano. No início de janeiro, nos primeiros pregões de 2020, o câmbio girava em torno de R$ 4. O patamar atual, porém, não é o mais alto em termos nominais, quando não se desconta a inflação. Em 14 de maio, o recorde foi atingido: R$ 5,9718. Após isso, a cotação chegou a ficar abaixo de R$ 4,90, mas vem se estabilizando perto de R$ 5,30 nos últimos dias. 

Nas casas de câmbio, de acordo com levantamento realizado pelo Estadão/Broadcast, o dólar turismo é negociado perto de R$ 5,55. 

Mercados internacionais

As Bolsas da Ásia fecharam majoritariamente em alta nesta terça-feira, 4, seguindo o tom positivo de Wall Street de segunda-feira, 3, que foi marcado por forte valorização de ações de tecnologia. 

As Bolsas europeias abriram o pregão desta terça-feira em alta, ampliando ganhos do pregão anterior. Às 4h09, no horário de Brasília, a Bolsa de Londres tinha alta marginal de 0,04%, a de Frankfurt subia 0,61% e a de Paris se valorizava 0,66%. Já em Milão, Madri e Lisboa, os ganhos eram de 0,76%, 0,70% e 0,91%, respectivamente. (Estadão)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •