Compartilhe

Em entrevista para Rádio Bandeirantes, na manhã deste domingo (28), ao ser questionado sobre uma aliança com o ex-juiz Sérgio Moro (Podemos) na próxima campanha presidencial, após ganhar as prévias do PSDB para concorrer à Presidência em 2022, o governador de São Paulo João Doria, não negou em momento algum a possibilidade.

O governador disse ainda que conversou com o ex-juiz por WhatsApp logo após anunciada sua vitória. De acordo com ele, Moro foi muito gentil com e o parabenizou.

Doria disse também que, assim que retornar de sua viagem a Nova Iorque, onde vai em missão empresarial, ele deve se encontrar com Moro e com a presidente do Podemos, a deputada federal Renata Abreu.

João Doria, falou também à CNN neste domingo (28) de uma “possível” uma aliança com Sergio Moro, ex-ministro da Justiça cotado como nome do Podemos para o Planalto.

“É possível. Eu tenho boas relações com Sergio Moro e tenho respeito por ele, não haveria nenhuma razão para não manter relações com alguém que ajudou o Brasil, com alguém que contribuiu com a Lava Jato, assim como Simone Tebet, uma brilhante senadora, e o senador Rodrigo Pacheco, com boa postura e equilíbrio”, disse o governador.


Compartilhe