Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A deputada estadual, Dra. Mayara Pinheiro Reis (PP), destinou R$ 4.291.172,00 em emendas impositivas para saúde na capital e no interior. Parte do recurso foi direcionado para o combate ao coronavírus e para realização de jornadas cirúrgicas nos municípios.

Do valor total repassado, mais de R$ 2 milhões foram para ações de enfrentamento à Covid-19. Os municípios de Lábrea e Anori receberam R$ 1 milhão, dividido em partes iguais, para aquisição de insumos, produtos para saúde, medicamentos, entre outros. Já os municípios de Caapiranga, Anamã e Itapiranga irão receber emendas, no valor total de R$ 700 mil, também para aquisição de insumos e medicamentos destinados ao atendimento nas unidades de saúde.

Em Itacoatiara, o Hospital José Mendes deve ser reformado com a emenda de R$ 693.172,00, de autoria da parlamentar, com intuito de melhorar o atendimento para quem busca assistência médica na unidade. Já o município Tefé será beneficiado com R$ 1 milhão para compra de ambulanchas que irão auxiliar no resgate e transporte de pacientes na região.

Na capital, a Maternidade Alvorada vai receber R$ 200 mil para ampliação de leitos e criação de mais uma sala cirúrgica, bem como também a construção do prédio administrativo. Outra emenda de extrema relevância no valor de R$ 100 mil foi para a reforma da Policlínica Codajás, já a Policlínica Gilberto Mestrinho – voltada ao atendimento para o povo interiorano – foi destinado R$ 100 mil para aquisição de material permanente com objetivo de aprimorar a assistência médica à população.

Jornada Cirúrgica no interior

Anunciada pela deputada em 2020, as jornadas cirúrgicas no interior se tornarão realidade com as emendas no valor total de R$ 498 mil destinadas aos municípios de Itacoatiara, Tefé, Beruri, São Gabriel da Cachoeira, Lábrea e Codajás. Como algumas especialidades médicas não estão sempre disponíveis no interior, o projeto visa desafogar a fila de espera do Sistema Nacional de Regulação (Sisreg), agilizando o atendimento e acelerando o tratamento do paciente.

“Vai ter uma triagem prévia e um planejamento cirúrgico adequado para que os pacientes que esperam meses e meses na fila do Sisreg por conta de um procedimento cirúrgico, seja cirurgia geral ou cirurgia ginecológica, possam ser atendidos nos seus municípios pólo. Dessa forma, a gente tenta facilitar a vida das pessoas, dar uma melhor assistência para todos e minimizar o sofrimento dessas famílias que aguardam um procedimento cirúrgico por anos e não conseguem”, disse Mayara.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •