Compartilhe
  • 2
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    2
    Shares

A guerrilha do Exército de Libertação Nacional (ELN) divulgou ontem (15) vários áudios onde podem ser ouvidos três policiais colombianos e um militar que foram sequestrados quando navegavam por um rio do oeste da Colômbia.

No áudio, que foi divulgado por vários meios de comunicação locais, escuta-se um homem que se identifica como “Comandante Uriel” e que mantém uma breve conversa com os quatro homens sequestrados, onde afirma que sua libertação “é questão de dias”.

Os sequestrados são o intendente Wilber Rentería, o subintendente Luis Carlos Torres Montoya e o patrulheiro Yemilson Leandro Gómez Correa, da polícia; o soldado Jesús Alberto Ramírez Silva e dois civis cujos nomes não foram divulgados.

Todos viajavam em um barco pelo rio Arquía que navegava entre Vidrí, no departamento de Antioquia (noroeste), e Quibdó, capital de Chocó (oeste), quando foram sequestrados em Tagachí, que faz parte de Quibdó.

O primeiro a falar foi o soldado Ramírez Silva, que sofre de uma doença tropical e disse estar em boa saúde.

O subintendente Montoya, por sua parte, diz para sua “mãezinha” que ele também está passando bem.

Os outros três policiais enviam uma saudação aos seus familiares e amigos, e contam que estão em bom estado de saúde.

Já os dois civis não falaram e nem os membros do ELN se referem ao seu paradeiro.

Na última segunda-feira, o Ministério da Defesa da Colômbia anunciou que em coordenação com o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) ativou os protocolos para a libertação de nove sequestrados pelo ELN. (Agência EFE)


Compartilhe
  • 2
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    2
    Shares