Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio das equipes da 37ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Presidente Figueiredo (a 117 quilômetros da capital), deflagrou ação policial, na quinta-feira (16/09), que resultou no cumprimento de três mandados de prisão preventiva, pelos crimes de estupro de vulnerável, roubo, e ameaça em violência doméstica. A operação ocorreu na zona rural daquele município.

De acordo com o delegado Valdinei Silva, titular da 37ª DIP, a primeira diligência culminou na prisão de um homem de 37 anos, que abusou sexualmente da filha, uma adolescente de 16 anos.

“A vítima relatou que o crime vinha ocorrendo desde de 2020, logo no início da pandemia causada pela Covid-19, ocasião em que ela foi morar com o pai devido às dificuldades financeiras por que a mãe vinha passando. Ele se aproveitou disso para cometer o crime”, disse o delegado.

Segundo a autoridade policial, em continuidade aos trabalhos, os policiais efetuaram a prisão de Francisco Guimarães Rodrigues, 33, pelo crime de roubo qualificado, ocorrido no dia 21 de agosto de 2016. Na ocasião do crime, o infrator deu um golpe na vítima, um homem de 30 anos, e subtraiu o aparelho celular e a bolsa com seus pertences pessoais.

“Esse infrator estava foragido desde a data do crime, tomamos conhecimento da ordem judicial em nome dele e iniciamos os trabalhos policiais a fim de localizá-lo”, explicou Valdinei.

Ainda durante a ação, as equipes da 37ª DIP cumpriram o mandado de prisão de um homem de 29 anos, pelo crime de ameaça em violência doméstica, que teve como vítima a ex-companheira dele, uma mulher de 25 anos.

Ordens judiciais – Os mandados de prisão foram expedidos nos dias 20 de abril, 1° de julho e 16 de setembro deste ano, pelo juiz Roger Luiz Paz de Almeida, da Comarca de Presidente Figueiredo.

Com informações da assessoria da PC


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •