Foto: Divulgação
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O presidente do Barcelona, Joan Laporta, admitiu que tinha esperanças de Messi jogar de graça na equipe e revelou ter tentado trazer Neymar de volta à Espanha. Em conversa com a Rádio RAC1, o dirigente também comentou sobre as renovações de Pedri e Ansu Fati e o voto de confiança no técnico Ronald Koeman.

A era Messi no clube catalão chegou ao limite. A situação financeira do Barcelona não era favorável e a renovação de contrato não pôde ser executada por conta das regras salariais da La Liga. 

“Sim, eu tinha esperança que Messi diria para jogar de graça. Eu teria gostado, mas não podemos perguntar a uma pessoa do nível de Leo. Durante as negociações, todos sabiam que ele tinha uma oferta muito poderosa”, iniciou Laporta.

“Eu o amo demais para ficar com raiva. Porém chega um momento em que, quando você vê que não pode acontecer, há decepção de ambos os lados. Havia desejo de ficar, mas também pressão com a oferta que ele tinha. Ele sabia que se não ficasse, iria para o PSG”, completou. 

No início da janela de transferências do verão, Joan revelou ter tentado trazer Neymar ao Barcelona. “Achamos que havia uma margem. Eles (staff de Neymar) também nos disseram que ele queria vir, mas cedeu à proposta do PSG. Disseram que não iria continuar, mas o convenceram. Ele não me decepcionou. Esta é a lei do futebol e quem fizer a melhor oferta leva”, afirmou. 

Laporta também ressaltou sua relação com o técnico Ronald Koeman. Ele disse que está “fechado” com o comandante e que a relação dos dois é boa no dia a dia.

“Em nenhum momento eu disse que não seguiria Koeman . Nosso treinador é Koeman. Estou com Koeman até o fim e ele sabe disso. É um catalão como todos nós, o Barça o adora, é um mito do Barcelona, decidiu vir treinar numa situação de máxima dificuldade. Eu precisava saber se ele confiava nesse time e ele me disse que sim. Era justo dar a ele margem de confiança”, relatou.

Por fim, o presidente confirmou que tem contratos de renovação avançados com Pedri e Ansu Fati. Na próxima semana, as propostas serão apresentadas aos jogadores e Laporta deixou claro a vontade do clube em ter os jovens para as próximas temporadas. (Gazeta Esportiva)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •