Foto: Bryn Lennon/Getty Images
Compartilhe

O início da temporada 2022 da Fórmula 1 se aproxima, mas 2021 ainda não acabou para a categoria. Após as trapalhadas na última corrida do ano, em Abu Dhabi, que decidiu o título em favor de Max Verstappen, o diretor de corridas Michael Masi corre o risco de ser demitido do cargo.

“Michael fez um super trabalho de várias maneiras. Dissemos isso a ele. Mas também existe a possibilidade de haver um novo diretor de corridas. Também consideramos dividir tarefas do diretor de corrida, que também atua como diretor esportivo, delegado de segurança e de pista. É muita coisa. Isso reduz a carga sobre ele”, comentou Peter Bayer, que comanda o inquérito levantado pela FIA para investigar o caso.

Os resultados da investigação serão divulgados em fevereiro, e as decisões tomadas após a deliberação, devem ser reveladas em março.

Secretário-geral esportivo da FIA, Bayer foi nomeado chefe esportivo da comissão de monopostos, cargo que era de Masi em 2020. Peter também será responsável por “revisar e otimizar a estrutura da Fórmula 1”. (Metrópoles)

300x250tce

Compartilhe