(Foto: Shutterstock)
Compartilhe

Mãe do pequeno Heitor, a jornalista Mayra Marques valoriza os momentos de repouso. “O descanso sempre foi importante para o meu bem-estar físico, mental e espiritual. Quando eu não consigo priorizá-lo, os “efeitos colaterais” da falta dele aparecem. Um deles é a perda da concentração”, conta.

Na maioria dos casos, os primeiros meses do bebê desafiam o equilíbrio físico e emocional da mãe. A dedicação integral às necessidades básicas do novo integrante da família diminui os momentos de descanso e acarreta até a privação de sono, ocasionando diversos prejuízos. Por isso, a jovem teve de encontrar sua própria fórmula para retomar o equilíbrio e a produtividade.

“Precisei me reorganizar para manter um ritmo saudável de descanso com meu filho. Hoje, tendo ele sete meses de vida, meu descanso já melhorou bastante, e segue para ser ainda melhor, porque se isso falha, a saúde física, mental e espiritual fica comprometida”, explica a jovem. Ela conta, ainda, que separa o sábado de cada semana para se conectar com Deus e com a família.

Mayra tem razão em se preocupar. A privação do repouso pode causar alterações cerebrais e, consequentemente, transtornos mentais, como explica a doutora Rosana Alves. “A falta de sono está relacionada à diminuição da expectativa e da qualidade de vida. Ansiedade, depressão e até Alzheimer podem ser alguns dos prejuízos da ausência de descanso”, esclarece a pesquisadora, que tem três pós-doutorados em Neurociência.

300x250tce

Mais do que apenas tempo para descansar, é preciso atentar às necessidades físicas, mentais e espirituais. “Somos seres integrais. Se um problema se manifesta fisicamente, precisamos olhar para nossas questões emocionais e espirituais. Um exemplo deste ciclo está em crianças que tiveram suas necessidades básicas negligenciadas, ou que precisaram cuidar de si e dos irmãos para obter alimento, moradia e segurança, tudo isso sem a supervisão de um adulto. A insônia se torna constante ao longo da vida pela necessidade de permanecer alerta. Ou seja, se considerarmos apenas a falta de sono, não encontraremos todas as respostas. E se o indivíduo não aprender a confiar em Deus, o ciclo não irá se fechar”, contextualiza a cientista.

Neste ano, a doutora Rosana lançou uma sequência de meditações que abordam diversos aspectos do descanso. A iniciativa vem ao encontro de necessidades apresentadas pelo público que consome os conteúdos produzidos por ela. Os vídeos são gratuitos e disponibilizados todas as sextas-feiras, até dezembro, no seu canal no Youtube: youtube.com/drarosanaalves

Conheça sete passos para potencializar o descanso semanal

  1. Estabeleça uma rotina com dias e horários marcados. Liste suas atividades e seja coerente ao distribuí-las durante os períodos do dia. Questione-se: “Vou dar conta de ir ao mercado, ao banco e responder a todos e-mails pendentes apenas no período da manhã?” Provavelmente não. Então, distribua essas atividades no seu dia e, quem sabe, nos outros dias da semana.
  2. Primeiro o difícil. Após listar as atividades da semana, estabeleça as prioridades por ordem de dificuldade. Não deixe para o final da semana as tarefas mais complexas. Inicie com as mais difíceis e vá aliviando até o final da semana.
  3. Risque da lista. Poucas coisas são tão prazerosas quanto riscar da check list as atividades realizadas. Visualize o dia, a semana, o mês e o ano. Isso ajuda a lidar melhor com os imprevistos e diminui a ansiedade gerada pelo desejo de concluir as atividades.
  4. Inclua o descanso como um compromisso diário. Pequenas pausas durante um dia cheio de atividades podem tornar você mais produtivo e, ainda, preparar sua mente para uma parada semanal. Ao sentar-se para realizar uma atividade que exija concentração, como leitura e escrita, a cada 25 minutos, descanse 5. Esta técnica de gerenciamento de tempo se chama Pomodoro. Ela pode ser usada também para determinar um tempo específico para finalizar determinada atividade.
  5. Desconecte-se. Para um descanso eficaz não basta apenas se jogar no sofá; você precisa se desconectar, especialmente dos eletrônicos. Aquela passeada pelas redes sociais antes de dormir pode prejudicar o seu sono, sendo que a qualidade dele é parte importante do descanso. Cuide da higiene do seu sono, desligando os eletrônicos algumas horas antes de dormir, baixando a luz, diminuindo o tom com as crianças. Esses passos vão avisando o cérebro que está chegando a hora de desligar.
  6. Inclua toda a família nesse propósito. Conversem sobre a importância de cada um comprometer-se a realizar a sua parte para que o descanso em família seja possível. Ao dividir as tarefas não há sobrecarga. E os benefícios desta ação vão além de uma casa organizada: as crianças aprendem que têm um papel importante dentro da família, aumentando o senso de utilidade e pertencimento.
  7. Observe o sábado bíblico. Quem conhece melhor o equipamento: o fabricante ou o consumidor? É claro que quem o criou sabe melhor do seu funcionamento. Por isso, nosso Criador estabeleceu um dia a semana para que você e eu tivéssemos uma pausa. Este dia é o sábado, que vai do pôr do sol da sexta-feira ao do sábado. Siga os passos anteriores para aproveitar esse dia com sua família. (noticiasadventistas.org)


Compartilhe