Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Quase três meses após o afogamento de Ana Clara Silveira Andrade em um balde de água em Piraju (SP), os pais da bebê de 1 ano decidiram registrar um boletim de ocorrência para investigar o caso.

De acordo com Paulo Roberto Ramos Andrade, pai da menina, a família quer saber se houve problemas no socorro da filha, seja por parte da babá que estava com ela na hora do acidente ou dos profissionais que fizeram os primeiros atendimentos.

“Decidimos abrir o BO porque queremos saber realmente o que aconteceu. Nós queremos saber se foi o hospital que errou ou se foi a babá”, afirmou Paulo ao G1.

Em 29 de julho, Ana Clara sofreu o acidente enquanto estava com a babá, que estava alimentando outra criança em uma espécie de creche que tem em sua casa, e acabou caindo dentro de um balde com água. Ela foi levada ao pronto socorro com um quadro de parada cardiorrespiratória.

Ainda de acordo com o G1, o médico que atendeu Ana Clara disse que ela ficou desacordada por cerca de 15 minutos até ser reanimada. Alguns dias dias após a internação, a bebê não corria mais riscos, mas o cérebro dela havia sido bastante afetado pela falta de oxigênio.

Ela teve alta no dia 16 de agosto do Hospital das Clínicas de Botucatu, onde ficou internada por 48 dias e passou por duas cirurgias.

Conforme a Polícia Civil de Piraju, o caso foi registrado por lesão corporal no último dia 21. O delegado já solicitou o prontuário médico da bebê para dar início às investigações. (Istoé)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •