Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

As mães de alunos das escolas municipais de Manaus, que estão desempregadas, podem ser selecionadas para trabalhar nos colégios onde os filhos estudam. As mães seriam contratadas temporariamente pela prefeitura para auxiliar no cuidado de crianças nas escolas e creches municipais.

A proposta é do deputado estadual Fausto Jr. (MDB) e foi encaminhada ao prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), e ao secretário municipal de Educação, Pauderney Avelino.

A ideia segue o projeto que está sendo implantado na cidade de São Paulo, onde a prefeitura vai contratar cinco mil mães de alunos para trabalhar nas escolas municipais. As mães vão auxiliar no cuidado das crianças e garantir o cumprimento das normas de proteção ao coronavírus nas unidades escolares.

A medida é uma forma de garantir renda a milhares de famílias cujos pais e mães estão desempregados por causa da pandemia do coronavírus. Outra vantagem é melhorar o acompanhamento de cada criança nas escolas e creches municipais.

Em São Paulo, cada mãe receberá um benefício de R$ 1.115,00 ao mês pelo período de seis meses. No total, serão aplicados R$ 33,4 milhões no projeto.

Em Manaus ainda não há um número de mães que seria beneficiado pelo programa, porém a estimativa é seguir o planejamento feito pela cidade de São Paulo.

“Essas mães não substituirão os trabalhadores efetivos ou terceirizados que atuam nas escolas e creches”, explicou Fausto Jr. “Cada unidade teria, no mínimo, três mães selecionadas para cuidar de crianças”, acrescentou.

Para participar do programa, as mulheres devem ter mais de 18 anos, estarem desempregadas há mais de quatro meses, morar em Manaus e não receber benefício como seguro-desemprego.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •