Fotos: Diego Peres/Secom
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O governador Wilson Lima entregou, nesta terça-feira (06/04), 25 motocicletas e 20 embarcações, do tipo bote, para 37 municípios prioritários no controle da malária no Amazonas. A entrega, que ocorreu na Arena da Amazônia, zona centro-sul de Manaus, faz parte das ações da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM) de combate à doença e da programação alusiva ao Dia Mundial de Combate à Malária, em 25 de abril. Os equipamentos foram repassados diretamente aos prefeitos e secretários municipais de saúde.

Mesmo com a concentração dos esforços para o enfrentamento da pandemia da Covid-19, Wilson Lima ressaltou que ações de combate à malária não pararam nos 62 municípios do Amazonas e a estrutura que vinha sendo usada, agora, passa a ser reforçada com as motos e embarcações.

“Esses equipamentos vão dar suporte a essas equipes que estão lá no interior e que precisam ir a essas áreas onde há maior incidência dessa doença. A gente sabe que para chegar nas comunidades o principal meio de transporte é a voadeira, o bote, a rabeta, um barco menorzinho; então isso vai ser fundamental para que possamos avançar nesse trabalho”, destacou o governador.

Fotos: Diego Peres/Secom

O diretor-presidente da FVS-AM, Cristiano Fernandes, explicou que a malária é uma das doenças mais endêmicas aqui na região Norte. “Nós temos o compromisso firmado com o Ministério da Saúde e Organização Mundial de Saúde no enfrentamento dessa doença. Lembrando que é um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável do Milênio, as metas 2030: eliminarmos malária por plasmodium falciparum”, disse Cristiano.

Ele explicou que o monitoramento da doença que é realizado busca reduzir o risco de ocorrência de epidemias nos municípios. O diretor-presidente da FVS destacou que 89,43% dos casos de malária estão concentrados na área rural.

Para a secretária municipal de saúde de Rio Preto da Eva, Aila Carla, as entregas feitas hoje pelo Governo do Estado são necessárias para a prevenção e para o cuidado dos pacientes. “É através das motos que a gente faz as visitas domiciliares, tanto para a execução da prevenção da malária, quanto no tratamento da malária”, explicou a secretária.

O Programa Estadual de Controle da Malária, coordenado pela FVS-AM, apoia os municípios com doações de equipamentos, insumos e capacitação técnica para fortalecer as ações de prevenção, controle, eliminação e vigilância de endemias. “O trabalho da FVS dentro do município é de grande importância, pois eles nos dão total assessoria, eles que falam o que a gente tem que fazer, onde a gente tem que trabalhar”, disse Aila Carla.

A malária acontece o ano inteiro, porém a partir de junho inicia o período de maior transmissão. Com este reforço de embarcações e motocicletas, as equipes de endemias municipais podem antecipar suas atividades de busca ativa de casos e intervir com ações preventivas nestas comunidades mais distantes.

Casos de malária – Em 2020, o Amazonas registrou 57.960 casos de malária, com redução de 11,25% em relação a 2019, quanto foram registrados 65.305 casos. Até março de 2021, o Amazonas registrou 9.250 casos da doença, com queda de 30% em relação ao primeiro trimestre de 2020, quando houve 13.149 registros de malária.

Covid-19 – A entrega dos botes e motocicletas também vai fortalecer as ações de enfrentamento à Covid-19 nos municípios, considerando a realidade logística do estado. As embarcações e motocicletas serão utilizadas para apoiar as ações das equipes de imunização contra o novo coronavírus, garantindo a execução de políticas públicas de saúde junto à população.

“Esses equipamentos vão dar um suporte para o Programa de Imunização, visto que nós estamos na campanha de vacinação contra a Covid-19. Vai dar um suporte nas estratégias de vigilância e imunização nesses municípios”, reforçou o diretor-presidente da FVS, Cristiano Fernandes.

Contemplados – Os 37 municípios contemplados com a ação são: Alvarães, Amaturá, Anamã, Anori, Apuí, Atalaia do Norte, Autazes, Barcelos, Barreirinha, Benjamin Constant, Beruri, Boa Vista do Ramos, Borba, Canutama, Codajás, Fonte Boa, Humaitá, Itacoatiara, Itamarati, Japurá, Juruá, Jutaí, Lábrea, Manaquiri, Maués, Nova Olinda do Norte, Novo Airão, Novo Aripuanã, Parintins, Pauini, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva, Santa Isabel do Rio Negro, Tefé, Tonantins, Urucará e Urucurituba.

Referência – A FVS-AM é responsável pela Vigilância em Saúde do Amazonas, incluindo o monitoramento de indicadores de doenças, como a malária, por meio do Departamento de Vigilância Ambiental e Controle de Doenças (DVA/FVS-AM) via Gerência de Doenças de Transmissão Vetorial – Malária (GDTV/DVA/FVS-AM).

A instituição funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na avenida Torquato Tapajós, 4.010, Colônia Santo Antônio, Manaus. Os números para contato são (92) 3182-8550 e 3182-8551. Os contatos específicos do DVA/FVS-AM e GDTV/DVA/FVS-AM são, respectivamente, 3182-8547 e 3182-8542.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •