Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

As cenas do caso de abuso policial cometido pela Polícia Militar do Amapá contra uma mulher negra continuam repercutindo nas redes sociais, e já provocaram reações políticas.

Neste mesmo domingo (20) em que o vídeo veio à tona, o governador do Amapá, Waldez Goés (PDT), anunciou que determinará “ao Comando Geral da Polícia Militar uma apuração criteriosa e rápida dos fatos mostrados no vídeo”.

Segundo Góes, “cenas como essa não podem ser toleradas e não podem se repetir”. A assessoria de imprensa do governo amapaense também afirmou que os policiais envolvidos na ação já estão afastados de suas funções, segundo informação veiculada pelo portal UOL.

Nas imagens do abuso, gravada pelo filho da vítima, é possível ver que a mulher está na rua simplesmente reclamando pela forma abusiva em que os policiais estariam abordando seu marido em frente à sua própria casa. As queixas, no entanto, acabaram fazendo com que ela mesma se tornasse outra vítima de abuso: um dos policiais a agride com uma rasteira e um soco no rosto, antes de algemá-la.

Também segundo o UOL, o casal teria sido levado a uma delegacia de Macapá, acusado do crime de “desacato”, e foram libertados mediante pagamento de multa de 800 reais.

No Amapá, PM dá rasteira e soco no rosto de mulher negra – Confira o Vídeo


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •