Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Governo do Amazonas vai ampliar a atuação do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) para os 61 municípios do estado, após o incremento de R$ 4,9 milhões do Governo Federal para o programa que vai passar a contar com investimento total de R$ 13,3 milhões para o PAA 2020/2021. O termo de repasse financeiro foi assinado, na quinta-feira (24/09), pelo governador Wilson Lima e o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni.

 “O anúncio que o ministro (Onyx Lorenzoni) fez de mais R$ 4,9 milhões vai garantir um novo impulso no Programa de Aquisição de Alimentos e isso traz credibilidade para o setor primário. Temos a Zona Franca de Manaus, que concentra uma parte significativa das atividades econômicas, mas nós entendemos que o setor primário tem essa possibilidade muito grande de ser essa outra alternativa para nossa região”, explicou o governador Wilson Lima.

O aporte financeiro vai possibilitar a abertura de um novo edital de credenciamento de agricultores e entidades sociais no programa do estado, bem como alavancar a agricultura familiar e garantir segurança nutricional das pessoas em situação de vulnerabilidade social, conforme explica o secretário de Produção Rural, Petrúcio Magalhães Júnior.

“Com o recurso assinado hoje, vamos trabalhar com as nossas equipes técnicas internas para que, em um tempo recorde, possamos lançar esse edital e chamarmos aqueles produtores e entidades que não se credenciaram para que possam se credenciar para receberem esses produtos da agricultura familiar”, disse o titular da Sepror.

Produção – Conforme a Sepror, atualmente, 55 municípios participam do programa, com 1.295 agricultores familiares rurais. Os municípios de Manaus, Manacapuru e Itacoatiara são as regiões com os maiores volumes de produção, ao ano, e de credenciados do PAA. A capital possui 20.614 beneficiados e fornece 653 toneladas de produtos da agricultura familiar. O município de Manacapuru conta com 2.500 beneficiados – e fornece 312 toneladas; Itacoatiara tem 2.800 beneficiados e registra 250 toneladas de produtos para o programa.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •