Aula presencial com instrutor do Ukulelê na Oca do Puraquequara. Foto: Cleomir Santos
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Crianças e adolescentes que moram no Puraquequara, zona Leste, participaram da segunda turma de instrução musical do projeto de construção de “Ukulele” (luthieria), realizado pela Prefeitura de Manaus, por meio da Oca do Conhecimento Ambiental, da Secretaria Municipal de Educação (Semed). A aula presencial foi ministrada pelo servidor público municipal, Augusto Vieira, nesta quinta-feira, 23/9. A atividade contou com a presença de alunos das redes estadual e municipal de ensino, na faixa etária de 14 a 17 anos.

As aulas ocorrem de segunda a quinta-feira, com três horas diárias. A formação iniciou em julho de 2019, mas devido a pandemia da Covid-19, retornou em maio deste ano, com os alunos produzindo os próprios instrumentos musicais. As atividades seguem até o fim do ano.

Para a coordenadora da Oca Conhecimento Ambiental da Semed, Antônia Francineia Souza, a presença do instrutor com os alunos têm um significado muito especial para o aprendizado sobre o instrumento que eles utilizam nas aulas.

“É de fundamental importância a aula presencial com o instrutor, porque os alunos aqui da comunidade Bela Vista têm interesse por música. Eles já estavam aprendendo entre eles, porém, a presença do instrutor com a técnica correta, aperfeiçoando as notas musicais e toque, contribuiu para que a apresentação deles melhorasse, além é claro de adquirirem uma compreensão musical melhor”, comentou.

Voluntariado

Aula presencial com instrutor do Ukulelê na Oca do Puraquequara. Foto: Cleomir Santos

O professor Augusto Vieira é pedagogo de carreira da Semed, e atualmente integra a assessoria de comunicação do órgão como webdesign. Com formação musical pelo Centro de Artes da Universidade Federal do Amazonas (Caua), em saxofone, clarinete e violão, o servidor é voluntário do projeto desde a primeira turma, como instrutor parceiro. Para ele, a interação com os alunos é de grande importância.

“A presença do instrutor é realmente um marco, porque alguns jovens aprendem por aprender. Um instrutor, na verdade, irá motivar e dar significado ao que esse aprendizado pode significar para eles, porque o aprendizado de uma técnica, em música é algo universal para o ser humano. Na verdade, nós estamos passando um conhecimento de arte, e esse conhecimento vai ficar para toda vida”, avaliou.

O aluno Davi Gabriel da Silva Lima, 15, está desde o começo do projeto na segunda turma. Há dois anos na Oca, o jovem já aprendeu a tocar violão, mas agora tem a chance de aprender a arte do ukulele.

“É uma experiência boa, porque com o instrutor fica até melhor para aprender. Tinha algumas dúvidas no momento, eu pude tirar com ele. Fica até mais fácil o aprendizado, porque para melhorar um pouco mais no meu desenvolvimento, eu posso me inspirar nele”, disse.

Ukulele

O ukulele é um instrumento de quatro cordas, parecido com um cavaquinho. Chegou ao Havaí levado por marujos portugueses, em meados de 1800. O nome ukulele é de origem havaiana, e significa “pulga saltitante”.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •