Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O juiz convocado Rafael Paulo Soares Pinto, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região reconsiderou nesta quarta-feira, 07, a suspensão do asfaltamento do lote “Charlie” da BR-319, entre os quilômetros 198 e 250

Conforme comentou o senador Eduardo Braga a lucidez e o bom senso prevaleceram e que, agora, homens e máquinas retomarão as atividades de pavimentação da rodovia  tão esperada pelos diferentes seguimentos da sociedade.

Com a retomada dos trabalhos, Eduardo disse que todos os obstáculos criados ressuscitar a BR-319 deixam de existir e que aguarda com o mesmo entusiasmo.

A decisão da justiça, segundo o senador, encerra um impasse de mais de 35 dias, iniciado a partir de um despacho do magistrado, que determinou a paralisação das obras na extensão de 52 quilômetros por entender que não havia licenciamento ambiental prévio.

Na ocasião, o Ministério da Infraestrutura, por meio do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), informou que apresentaria um recurso. Além disso, a pasta já preparava outro instrumento jurídico para recorrer junto ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), disse o ministro Tarcísio de Freitas em videoconferência com o senador Eduardo em 26 de março.

Ainda nessa reunião virtual, Freitas afirmou que, uma vez superada a dificuldade legal, as intervenções no lote “Charlie” já começariam no segundo semestre deste ano.

Trecho do meio – O ministro também se mostrou otimista sobre o cumprimento das etapas burocráticas que devem garantir a pavimentação do “trecho do meio” da BR-319, entre os quilômetros 250 e 655.

Segundo ele, técnicos do ministério entregam neste mês as informações complementares solicitadas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para conceder o licenciamento ambiental que permitirá as intervenções nos mais de 400 quilômetros.

“Estamos levando segurança ao corpo técnico do Ibama sobre essa pavimentação, que, no fim das contas, será boa para o meio ambiente. Há um ânimo por essa licença. O cenário hoje é mais favorável do que nas ocasiões anteriores”, destacou Tarcísio na audiência com o parlamentar amazonense.

Confira Decisão

Loader Loading...
EAD Logo Taking too long?

Reload Reload document
| Open Open in new tab

Clique para baixar [24.58 KB]


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •