Fotos - Divulgação / Semsa
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Como parte da programação descentralizada da Prefeitura de Manaus, para marcar o “Outubro Rosa”, mês de esclarecimentos e cuidados voltados à prevenção do câncer de mama e do câncer do colo do útero, a Maternidade Dr. Moura Tapajóz (MMT), em uma ação idealizada pelo Setor de Qualidade Vida no Trabalho da unidade, deu início, nesta terça-feira, 19/10, a uma série de atividades para ampliar o debate sobre as formas de prevenção e sobre a importância do diagnóstico precoce.

Pela manhã, a roda de conversa foi realizada com a enfermeira oncologista Ana Elis Guimarães Araújo, servidora da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon). Segundo a enfermeira, de acordo com informações do DataSUS, do Ministério da Saúde, com a pandemia, mais de um milhão de mulheres deixaram de fazer seus exames em 2020. Para 2021, o Instituto Nacional do Câncer (Inca) prevê 66.280 novos casos de câncer de mama.

“O câncer de mama é o tipo que mais acomete mulheres em todo o mundo, tanto em países em desenvolvimento quanto em países desenvolvidos. No entanto, temos que destacar que, com o diagnóstico precoce, as chances de cura são de 95%. Por isso, é essencial debater o assunto, perguntar, esclarecer dúvidas, pois não existe dúvida ‘boba’ quando o assunto é câncer”, esclareceu a enfermeira.

A programação segue com atividades pelos períodos da tarde e da noite. À tarde, haverá uma sensibilização sobre a importância da atividade física para a prevenção do câncer, com uma aula de ritmos com o instrutor Adaílton Soares. À noite, a roda de conversa acontecerá com o médico ginecologista-obstetra, especialista em Mastologia, da MMT, Edwin Ricardo Noli Lazo. E, para destacar a importância do diagnóstico precoce, a servidora da MMT, enfermeira Valdeneide Cabral Queiroz, fará, tanto pela manhã quanto pela noite, um relato de sua experiência pessoal com o diagnóstico e o tratamento de câncer de mama.

“Cuidar da saúde é uma atividade que devemos priorizar o ano inteiro, mas o ‘Outubro Rosa’ nos permite colocar em destaque a importância da atenção e do autocuidado, compartilhar informações e promover a conscientização tanto sobre o câncer de mama quanto sobre o de colo do útero. Só assim, poderemos conseguir reduzir a incidência e a mortalidade pela doença”, avaliou a diretora da MMT, enfermeira obstetra Núbia Pereira da Cruz.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •