Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O cantor Klinger Araújo, 51 anos, não resistiu às complicações do novo coronavírus e faleceu por volta das 12h, nesta terça-feira (29). Conhecido como Furacão do Boi, lutava pela vida desde o dia 13 de setembro, internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital da Samel, em Manaus.

Klinger Araújo começou a carreira como locutor na Rádio Alvorada FM, em Parintins, e chegou à Manaus, no final da década de 1980, para trabalhar na Difusora, onde propagou o ritmo de boi-bumbá, a partir dos anos 1990.

O cantor chegou a derrotar a Covid-19, porém sofreu complicações renais. Klinger Araújo dedicou a carreira para consolidar a toada de boi-bumbá como ritmo do Amazonas.

Klinger Araújo deixa uma família de artistas, a esposa Vanessa Alfaia, o filho Klinger Júnior e a filha Iandiara, de apenas 8 anos.

‘Amazonas está de luto’, diz o prefeito.

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, e a primeira-dama e presidente do Fundo Manaus Solidária, Elisabeth Valeiko Ribeiro, manifestaram profundo pesar pela morte do artista parintinense e um dos ícones do folclore amazônico, o boi-bumbá, Klinger Araújo, vítima de complicações provocadas pela Covid-19, causada pelo novo coronavírus.

“Aos 51 anos, Klinger ou o ‘Furacão do Boi’, como era conhecido, deixa a cidade de Manaus e todo o Amazonas de luto e com o coração entristecido. É mais uma vítima dessa doença nefasta e sai de cena, prematuramente, deixando o sentimento de que ele ainda tinha muito a contribuir com nossas manifestações culturais”, disse o prefeito.

“Ele tinha uma veia inegável de artista e de comunicador e se entregou de corpo e alma ao boi-bumbá, sendo um dos primeiros locutores de rádio a divulgar as toadas que recebia de seus amigos compositores”, resgatou a primeira-dama. “Deixará saudades e muitas histórias para essa e as futuras gerações”, destacou Elisabeth Valeiko.

 

NOTA BI GARCIA

Recebo com muita tristeza a notícia do falecimento do meu amigo Klinger Araújo, um grande ícone da cultura amazonense.

Klinger era filho de uma tradicional família do nosso município. Ainda jovem, foi completar os estudos em Manaus, sem perder sua identidade cabocla. Foi um dos principais responsáveis pelo sucesso do boi-bumbá na capital ao apresentar um programa na rádio Difusora, onde as toadas eram tocadas em fita cassete, dando popularidade à nossa festa folclórica.

Devido aos problemas ocasionados pela COVID-19, veio a falecer nesta terça-feira, por volta das 12h.

É um momento de muita dor para familiares, amigos e admiradores. Neste momento, rogamos que Deus possa confortar o coração de todos e perpetuar todo o legado deixado por Klinger em nosso estado. Está decretado 03 dias de luto oficial no município.

Frank Bi Garcia
Prefeito de Parintins

NOTA SAMEL

É com profundo pesar que o Grupo Samel vem a público informar que o cantor amazonense Klinger Araújo, um dos grandes ícones do Festival Folclórico de Parintins, não resistiu às complicações ocasionadas pelo novo coronavírus, vindo a óbito na manhã desta terça-feira, 29 de setembro de 2020, no Hospital Samel Boulevard, localizado na Av. Álvaro Maia, bairro Adrianópolis.

O Furacão do Boi, como era popularmente conhecido, estava internado desde o dia 13 de setembro na unidade da rede Samel, e era um grande amigo pessoal da Família Samel, tendo grande respeito e admiração da Família Nicolau e dos colaboradores da instituição.

O Grupo Samel presta suas condolências aos familiares do nosso grande amigo, Klinger Araújo, e informa que informações mais detalhadas serão disponibilizadas exclusivamente à família.

Grupo Samel


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •