Prefeito Herivaneo Seixas é acusado oferecer vantagens econômicas para três vereadores provavelmente em troca de apoio político
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A 1ª Promotoria de Justiça de Humaitá, conforme Portaria nº 10/2020 – 1ª PJH, assinada segunda-feira, 21, pelo promotor Weslei Machado, instaurou Inquérito Civil para apurar suposto crime de improbidade administrativa praticado pelo prefeito do município, Herivaneo Vieira de Oliveira, conhecido como Herivaneo Seixas.

De acordo com a portaria, Herivaneo Vieira, no pleno exercício do cargo de prefeito, teria oferecido vantagens econômicas para três vereadores provavelmente em troca de apoio político.

 

O escândalo, segundo o MPE, tornou-se público por meio das redes sociais que divulgaram amplamente vídeos e áudios que revelam que as práticas do prefeito divergem diametralmente com a ortodoxia da moralidade pública republicana.

A portaria determina que seja averiguada a prática de improbidade administrativa em razão da notícia de que Herivaneo Vieira de Oliveira ofereceu vantagem econômica aos vereadores conhecidos como “Paizinho” (Humberto Neves Garcia), Samuel da Colônia (Samuel Mendonça de Moraes) e Bem-Te-Vi (Raimundo José Cruz Santiago).

Confira

Loader Loading...
EAD Logo Taking too long?

Reload Reload document
| Open Open in new tab

Clique para baixar


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •