Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A polícia de Wichita, no Kansas (EUA), prendeu na quinta-feira (1º) Arnthia Willis, de 58 anos, por solicitação ilegal de atendimento de emergência. A mulher, que estava no trabalho, teria ligado para filha e afirmado que havia sido baleada em casa.

A intenção era fazer uma piada por conta do Dia da Mentira. No entanto, a filha de Arnthia ligou para o 911 e acionou a polícia para que fosse até a casa da mãe dela na rua East Arlene.

A polícia chegou com equipamento de proteção completo e com armas em punho. O porta-voz da polícia Charley Davidson disse que os policiais cercaram a casa, bloquearam as ruas e tentaram fazer contato com qualquer pessoa que estivesse lá dentro.

Como ninguém havia respondido, os policiais arrombaram a porta, mas não encontraram ninguém dentro. A filha, que correu para o local do suposto crime, descobriu em seguida que a mãe estava trabalhando e que tudo não passara de uma piada do Dia da Mentira.

Arnthia foi presa e autuada por solicitação ilegal de atendimento de emergência. “Dia da mentira pode ser uma piada divertida e boa em algumas circunstâncias, mas quando leva a uma resposta policial não é mais engraçado”, disse o tenente de polícia Ronald Hunt no local. (Istoé)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •