Compartilhe

Thayssa Ramos Costa, 20 anos e seu namorado Alexandre Borges de Oliveira, também de 20 anos, foram presos por policiais da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros, acusados de planejarem a morte do sargento da Polícia Militar, Evandro da Silva Ramos, vítima de latrocínio no último sábado (22).

De acordo com o delegado Ricardo Cunha, da Homicídios e Sequestros, Thayssa Ramos, que é neta da vítima, planejou a morte do próprio avô, com a ajuda do namorado.

Na delegacia, Thayssa Ramos confessou o crime e ao ser questionada o motivo de não ter ido ao velório do avô e ela afirmou que tinha medo e não demonstrou nenhum tipo de remorso e arrependimento pela morte.

O delegado acrescentou que Alexandre Borges, namorado da neta da vítima, juntamente com um homem, ainda não identificado, no sábado por volta das 16h, na Rua Tucanos, no conjunto Ouro Verde, bairro Coroado, Zona Leste de Manaus, entraram na casa do sargento Evandro da Silva, para realizar um assalto, mas acabaram atirando no militar que foi socorrido, mas não resistiu ao ferimento e morreu no Hospital e Pronto Socorro João Lúcio.

300x250tce

Crime planejado

De acordo com o delegado Ricardo Cunha, a neta, descobriu, enquanto limpava a casa, que o avô guardava cerca de R$ 30 mil de economias. Thayssa, forjou uma briga seu avô e logo em seguida informou ao namorado a respeito da quantia em dinheiro guardada e juntos planejaram realizar o roubo.

Como Alexandre Borges já era conhecido pela família de Thayssa, eles revolveram falar com dois homens, ainda não identificados, para realizar o assalto. Para os dois, a neta passou todas as informações para os criminosos, até ensinando como abrir o portão que tinha um problema e só pessoas próximas da casa tinham conhecimento de como abrir.

No sábado (22), vestidos de frentistas os dois homens estavam tentando abrir o portão quando foram flagrados pelo sargento que ao reagir acabou sendo baleado, ferido ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.

Depois de atirarem em Evandro Ramos, os bandidos entraram na casa e fizeram de refém dois outros familiares que estavam na residência, foram até onde estava o dinheiro pegaram e fugiram.

A neta da vítima, Thaissa Ramos, de acordo com a polícia não era bem vista na família, era acusada de roubado cerca de 7 mil da avó paterna.


Compartilhe