Cirurgião plástico Patrício Centurion
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Saga Medical, em parceria com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – regional Amazonas, realizou na terça-feira, 28, o lançamento da técnica de vanguarda para lipoescultura e medicina regenerativa, a One Step Technique, durante um jantar no Alentejo, exclusivo para médicos. A ocasião contará com a presença do idealizador da inovação, Patrício Centurion, pós-graduado em cirurgia plástica na escola professor Ivo Pitanguy e membro da Sociedade Brasileira de Regeneração Tecidual, responsável pela área da cirurgia plástica.

Criada pelo cirurgião plástico Patrício Centurion, desenvolvida pela empresa brasileira DMC e baseada em estudos realizados no Peru e Estados Unidos, a técnica One Step utiliza uma frequência de luz capaz de retirar, além do tecido adiposo, células-tronco do corpo para serem aplicadas nos campos da cirurgia plástica e medicina regenerativa.

“Precisamos utilizar a tecnologia em favor da saúde e bem-estar dos pacientes. Sem dúvidas, a One Step é um grande avanço criada para proporcionar aos pacientes a realização de tratamentos eficazes, sendo menos invasivos e traumáticos que as técnicas convencionais e, principalmente, com um curto prazo de recuperação”, declara Patrício Centurion.

Cirurgia plástica

Com a chegada da técnica One Step, o laser passa a ser utilizado como ferramenta adicional para a extração do tecido adiposo e células mesenquimais (células-tronco). A gordura pode ser extraída, processada e reinjetada para tratar deformidades estéticas e em cirurgias reparadoras e/ou reconstrutoras. Além disso, a recuperação pós-cirúrgica consegue ser muito mais rápida.

“A grande diferença da One Step comparada a lipoaspiração convencional é como tratamos a gordura. Com a nova tecnologia utilizamos o laser para dissolver as conexões entre as células aspirar a gordura de uma forma que preserva os tecidos e não causa sangramento. Com isso, as células-tronco estão liberadas e estimuladas, possibilitando que tanto as células da gordura aspirada quanto o paciente não sofram traumas”, garante Patrício.

Medicina regenerativa

O uso do tecido adiposo na medicina regenerativa tem encontrado grande crescimento em todo o mundo. Isso porque a gordura contém células mesenquimais (células-tronco), que possuem alta capacidade pluripotente, as quais se reproduzem e são capazes de regenerar estruturas lesionadas do corpo.

“Com uma boa captação, as células-tronco são capazes de se multiplicar rapidamente e permitem regenerar diversos tecidos como ligamentos, cartilagens e músculos. Após extraídas da gordura, as células são purificadas e inseridas na cartilagem lesionada, proporcionando uma cicatrização rápida e efetiva da lesão”, esclarece Patrício Centurion.

Diversas áreas médicas podem se beneficiar da aspiração de gordura corporal pela One Step Technique e sua consequente utilização para extração de células mesenquimais. Pacientes com queimaduras graves, traumas, osteomielite, feridas complexas e crônicas, úlceras varicosas, fraturas ósseas, doenças cardiovasculares, entre outros quadros clínicos.

Com o uso da tecnologia, a promessa é reduzir, na maioria dos casos, o tempo de retorno às atividades cotidianas a até 48 horas após a operação, haja vista que o laser libera opioides endógenos, compostos que diminuem o potencial de inflamação.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •