Compartilhe

Estagiar representa não apenas uma ocupação profissional. É indispensável entender como a chance de colocar em prática o conhecimento teórico aprendido nas instituições de ensino pode favorecer o desenvolvimento do país! Para isso, é vital saber como a economia depende da qualificação de sua mão de obra.

Por isso, quanto mais capacitados forem nossos cidadãos, mais empreendedores irão investir em suas operações no território nacional. Por consequência, melhor produtividade as marcas terão e maiores salários serão concedidos. No geral, a renda para o Brasil aumentará, culminando em uma nação menos violenta. 

A aposta certa para vencer a crise

A pandemia do coronavírus foi e continua sendo um desafio para a população mundial. Contudo, um cenário bem mais animador e esperançoso tem tomado conta, afinal, a vacinação e os antivirais têm reduzido mortes e casos graves. Isso estimula os investidores e empresas a voltarem a apostar no crescimento dos negócios. Como consequência, o fluxo de contratações é impulsionado. 

300x250tce

Nesse sentido, aproveitar o momento para acreditar no poder dos estagiários é uma excelente estratégia. Isso porque é possível contar com a energia, renovação e disposição em aprender desse público na hora de superar obstáculos e, então, alcançar novos resultados. 

Segundo a Lei 11.788, o estágio só é liberado para estudantes. Assim, quem está no nível médio, técnico, superior ou nos dois anos finais do fundamental pela Educação de Jovens e Adultos – EJA, pode ocupar essa posição dentro do quadro de talentos das organizações. 

Essa medida é essencial para garantir a aplicação prática do conteúdo oferecido em sala de aula. Dessa forma, os times ganham atualizações, novas ideias e meios para enxergar os impasses. Por outro lado, o indivíduo pode entender a realidade de sua profissão no cotidiano corporativo. 

Com o oferecimento da bolsa-auxílio, o pagamento para esse tipo de admissão, o jovem tem seus primeiros incentivos rumo à independência financeira. Muitos, inclusive, utilizam a renda para pagar integralmente ou em partes seus estudos, ou seja, também é um meio de manter a moçada dentro das instituições de ensino. 

A Covid-19 na educação

Para se ter uma ideia, de acordo com um apontamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), o número de crianças e adolescentes fora da escola subiu 12% por conta da crise sanitária. Assim, estagiar pode ser uma ótima maneira de reverter esse quadro. 

Além disso, como a atividade não gera vínculo empregatício, há o incentivo fiscal com a isenção dos encargos trabalhistas, como o FGTS, INSS, 13º salário, ⅓ sobre férias e verbas rescisórias. Isso é feito justamente para estimular a abertura de vagas desse tipo.

Os ganhos com a iniciativa são gigantescos. O Brasil merece crédito, afinal, temos muitos talentos em potencial apenas esperando uma chance de mostrarem suas capacidades. O estágio, portanto, é a melhor maneira para esse pessoal provar como nenhum filho dessa pátria foge à luta.

*Carlos Henrique Mencaci é presidente da Abres – Associação Brasileira de Estágios

Sobre a Abres

A Associação Brasileira de Estágios é a maior entidade de representação de agentes de integração do país, ou seja, empresas responsáveis pela seleção e gerenciamento de vagas de estágio. A instituição tem como objetivo promover e divulgar a modalidade junto às comunidades do Brasil, estimulando a formação profissional de jovens talentos. Também executa ações para fortalecer os agentes de integração e a inserção de estudantes no mercado de trabalho.


Compartilhe