Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional do Amazonas (OAB-AM), irá realizar uma sessão de desagravo em favor do ouvidor-geral da entidade, Glen Wilde, que foi agredido verbalmente pelo delegado Maurício Ramos Viçoso da Silva, do 19º Distrito Integrado de Polícia.

O fato teria ocorrido na madrugada da última segunda-feira (7), quando Glen Wilde estava no exercício de suas prerrogativas profissionais, defendendo um cliente, no 19º DIP, localizado na Ponta Negra, zona Oeste de Manaus.

“Além do ato de desagravo público, faremos uma representação da OAB-AM à Corregedoria-Geral do Sistema de Segurança Pública, não somente em nome da pessoa do ouvidor-geral da nossa entidade, mas de toda a categoria de advogados, como forma de repúdio à postura de algumas autoridades policiais. Esses são os maus policiais. Vamos esperar as medidas cabíveis, para que episódios como este não se repitam”, afirmou o presidente da OAB-AM, em exercício, Marco Aurélio Choy. De acordo com o presidente, a data da sessão de desagravo ainda está sendo definida e será anunciada em breve.

Choy destacou que o incidente envolvendo o advogado Glen Wilde e o delegado Maurício Ramos não é o primeiro do tipo ocorrido este ano. Segundo Choy, em maio, um policial militar agrediu fisicamente e verbalmente a advogada Islene Marques.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •