Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Mães de pacientes que fazem tratamento oncológico estão aprendendo a costurar graças à parceria entre o Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam) e o Grupo Raio de Sol. Fundada há 18 anos, a Organização Civil de Interesse Público (Oscip) tem o objetivo de dar assistência a crianças de baixa renda, acometidas de doenças do sangue. Elas fazem tratamento na Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam).

Por meio do Projeto Terceiro Setor, do Cetam, vem sendo ofertado o curso de qualificação profissional Iniciação à Corte e Costura. As aulas acontecem em uma sala localizada no prédio anexo do Hemoam, na avenida Constantino Nery, Chapada, zona centro-sul de Manaus. O curso iniciou dia 31 de agosto e vai até 23 de outubro, de segunda a sexta-feira, das 14h às 18h.

As 15 alunas inscritas carregam histórias de superação, fé e otimismo. Todas aproveitam as aulas para aprender e, de certa forma, também ocupar a mente, deixando um pouco de lado a preocupação com a doença que acomete seu familiar.

“Tenho um filho de 22 anos que é hemofílico e faz tratamento no Hemoam. Em 2017 perdi outro filho para a mesma doença. A costura me ajudará a conseguir uma renda extra”, conta a dona de casa Eleni Roque, de 42 anos, que realiza serviços de limpeza em embarcações para se manter.

Elizabeth da Silva, 38, também dona de casa, veio do município de São Gabriel da Cachoeira há seis anos em busca de cura para o filho, na época com 3 anos. Hoje, o menino tem 9 anos e está vencendo a leucemia. “O tratamento é demorado, e é preciso que a gente se mantenha na capital. Quis aprender a costurar para conseguir uma renda a mais”, ressalta ela, que sobrevive com um benefício que o filho recebe.

Talento de mães – O Grupo Raio de Sol tem um programa batizado “Talento de mães”, cujo objetivo é capacitar essas mulheres para que ajudem no sustento da família enquanto acompanham o parente no Hemoam”, explica Clarissa de Souza, 36, assistente social da Oscip. “A maior parte dos pacientes assistidos vem do interior do Amazonas”, informa, acrescentando que durante o primeiro ano de tratamento é dado esse suporte, extensivo à família.

A assistente social adianta que a direção do Grupo Raio de Sol, presidido por Wilmara Batista, pretende firmar futuras parcerias com o Cetam. Dentre os cursos que poderá solicitar estão Malharia, Moda Praia, Moda Íntima e Moda Social, ministrados por Eliete dos Santos, 57, instrutora que vem ensinando as mães de pacientes a costurar.

“Todas são muito interessadas e já manifestaram o desejo de aprender mais sobre corte e costura”, diz Eliete.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •