Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Paulo Gustavo, que morreu na última terça-feira (4) por complicações da Covid-19, planejava um crescimento profissional no próximo ano. O ator tinha assinado um contrato de exclusividade, com duração de cinco anos, com a plataforma de streaming Amazon, com início previsto para o início de 2022. As informações são da revista Piauí.

A intenção do humorista era internacionalizar sua carreira e poder assinar projetos como produtor-executivo de séries e filmes. Paulo Gustavo chegou a fazer reuniões por videochamada com a direção da plataforma neste ano e teria participação nos lucros, onde receberia um valor fixo anual e um bônus, de acordo com a performance de cada produto. A estimativa é que o humorista ganhasse cerca de R$ 5 milhões por ano.

Antes da mudança de empresa, Paulo Gustavo planejava gravar uma série televisiva baseada no filme “Minha Mãe é uma Peça”, em parceria com o Multishow e Globoplay. As gravações estavam previstas para fevereiro, mas foram suspensas por causa do agravamento da pandemia da Covid-19.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •